Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RIO BRILHANTE

Ex-jogador do Águia Negra morre em acidente de moto

Renan Cordeiro perdeu controle e bateu em meio-fio
22/04/2019 10:12 - RENATA VOLPE


 

Ex-jogador do time Águia Negra, Renan Cordeiro de 29 anos, morreu no final da noite de ontem (21) vítima de acidente de trânsito, ocorrido no cruzamento da Avenida Lourival Barbosa com rua Caiuas, no bairro Morada do Sol, em Rio Brilhante. Renan morreu no mesmo dia em que o time foi campeão sul-mato-grossense.

Renan pilotava uma moto Honda Biz de cor preta, pela avenida Lourival Barbosa por volta das 23h30, quando perdeu o controle de direção e bateu no meio-fio. Ele foi lançado da motocicleta e caiu na rotatória do cruzamento, segundo o Rio Brilhante em Tempo Real.

As circunstâncias do acidente estão sendo apuradas. Câmeras de segurança da região mostram o momento do acidente e logo em seguida a chegada das primeiras pessoas para prestar socorro.

O rapaz foi socorrido por uma ambulância e encaminhado para o hospital de Rio Brilhante e logo depois foi transferido para o Hospital da Vida, em Dourados. Ele não resistiu e morreu.

Renan atuou jogou pelo clube Águia Negra em 2007, quando o time de Rio Brilhante conquistou seu primeiro título estadual. Também esteve na temporada seguinte com a equipe.

Apesar de não estar mais atuando no time, o jovem era torcedor do Águia Negra, que foi tricampeão ontem. A comemoração da vitória foi realizada na praça central de Rio Brilhante.

O corpo de Renan está no Instituto Médico Legal (IML) de Dourados e será levado para ser velado na cidade, na Capela Hilton Soares Cândido provavelmente no início da tarde de hoje (22).

 

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.