Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 23 de janeiro de 2019

Fronteira

Estudante de medicina é presa levando ossada para envernizar em chácara

Material foi comprado no Paraguai

19 OUT 2017Por RENAN NUCCI09h:36

A Polícia Militar do município de Coronel Sapucaia, região de fronteira do Brasil com Paraguai, prendeu uma estudante de 19 anos que transportava vários ossos humanos.

A jovem relatou que o material seria usado para estudo, já que é acadêmica do curso de medicina, e que levava para a chácara do pai, para envernizar.

Conforme registrado, durante patrulhamento na região da Vila Industrial, os militares abordaram o veículo conduzido por um rapaz, cujo a estudante era uma das passageiras.

Ao vistoriar o automóvel, os policiais encontraram um saco com os ossos. A jovem confessou ter adquirido em Pedro Juan Caballero, onde estuda.

Ela foi detida e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuada pelo crime de remover tecidos, órgãos ou partes do corpo de pessoa ou cadáver.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também