INFRAESTRUTURA

Estrada que liga Bonito à Serra da Bodoquena ganhará asfalto

A obra custará R$ 6.095.389,93 e deverá ser conclluída em quatro meses
29/01/2020 11:29 - RICARDO CAMPOS JR.


O Governo e a Teccon S/A já assinaram o contrato para as obras de pavimentação de um trecho da MS-382 que liga o município de Bonito à Serra da Bodoquena. A estrada começará na nascente do Córrego Cerradinho e vai até quilômetro 7,88.

A obra custará R$ 6.095.389,93. O prazo para execução do serviço será de 120 dias consecutivos, contados da data de recebimento da Ordem de Início dos Serviços, a ser expedida pela Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul).

INVESTIMENTO

No Diário Oficial do Estado também foi publicado extrato do contrato entre o poder público e a SOTEF Engenharia para implantação de uma ponte de concreto armado sobre o Ribeirão dos Bois, na rodovia MS-324.

O local fica entre a BR-262 e a MS-245. A travessia tem uma extensão de 50 metros. Os recursos para a viabilização do empreendimento vieram do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul (Fundersul) e totalizaram R$ 1.881.683,07.

A empresa terá 150 dias para terminar a ponte que também passam a contar a partir do recebimento da ordem de serviço.

Somente em 2019, o Fundersul aplicou um montante de R$481.840.538,92 em obras de infraestrutura e serviços em todo o Estado. Do total de recursos aplicados, a maior parte (48%) foi destinada à restauração, conservação e manutenção de rodovias.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".