Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEMPO

Estiagem deve se prolongar <br>e ar ficará ainda mais seco

Não chove há 45 dias em algumas regiões de MS
21/07/2017 06:30 - DA REDAÇÃO


 

Mato Grosso do Sul pode ficar 60 dias ou mais sem chuva. A previsão é de que em todos os municípios do Estado, que já estão entre 32 e 45 dias sem chuva, a umidade relativa do ar chegue a níveis críticos, abaixo de 10% a partir da próxima semana.

A estiagem deve persistir pelo menos até o dia 3 de agosto. Até lá, não há previsão de chuva em nenhuma região do Estado. Hoje a umidade relativa do ar deve ficar em 25% e a temperatura no Estado entre 14°C e 28°C.

O meteorologista Natálio Abrahão Filho explicou que a situação é típica do inverno e pode piorar, prejudicando a saúde das pessoas e também a produção de alimentos.

“É muito preocupante, primeiro o frio intenso desta semana e agora a previsão de níveis críticos de umidade, de deserto. Queima de pastagens interfere na qualidade das plantações. E para as pessoas, quem não se vacinou contra gripe, por exemplo, pode ser uma possível vítima”.

A região norte do Estado é a mais prejudicada com a falta de chuva até agora. Já são 45 dias sem ocorrências em Coxim, Rio Verde, Sonora, Pedro Gomes e Alcinópolis. Já na região central, em Campo Grande, a última chuva registrada foi no dia 19 de junho.

*Leia reportagem, de Natalia Yahn, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Felpuda


As definições no que se relaciona aos nomes para a disputa eleitoral vêm ocorrendo aqui e acolá. Pré-candidato que sonha comandar cidade o interior poderá deixar de ver o seu sonho realizado. É que o dito-cujo terá de enfrentar as lembranças de rumoroso caso que se tornou escândalo depois da denúncia de uma servidora. Há quem garanta que é só a campanha começar para a história ser contada capítulo por capítulo. Afe!