Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

lugar polêmico

Estátua de Manoel de Barros deve ficar na esquina da Afonso Pena com a Rui Barbosa

Artista Vitor Henrique Woitschach conversou pessoalmente com juiz

27 SET 2017Por BÁRBARA CAVALCANTI12h:18

Após longos impasses, estátua de Manoel de Barros deve ficar no canteiro da Avenida Afonso Pena, na esquina com a Rua Rui Barbosa, no Centro de Campo Grande. O novo local foi decidido após o artista Vitor Henrique Woitschach, o Ique, conversar com o juiz David de Oliveira Gomes Filho. 

Conforme o artista, foi ele mesmo quem decidiu o primeiro local, mas foi pego de surpresa com a polêmica. Ele vinha acompanhando as movimentações em torno do caso, fazendo várias viagens do Rio de Janeiro, onde mora, a Campo Grande.  

"O governador me ligou e me pediu para que eu ajudasse a achar uma solução. Então eu vim e conversei com o juiz, expliquei para ele que o local faz parte do conceito da escultura, do 'quintal do mundo'. Além disso, eu queria que a estátua ficasse em lugar onde todos pudessem ver, onde fosse iluminado e então, se não fosse uma provocação, eu sugeri atravessar a rua com a estátua e o juiz achou ótimo", detalhou.  

Ainda de acordo com Ique, a sentença já garantia que a estátua poderia ficar em qualquer outro lugar, com tanto que não fosse no primeiro local ou entrasse em outros conflitos.  

"Nos outros lugares eu teria que mudar meu conceito. Inclusive, expliquei o conceito para o juiz, ele não conhecia antes. Como na sentença, já estava garantido que podia ser em outro lugar, com tanto que não fosse no primeiro, não precisou de acordo formal. Mas ele já me garantiu que se precisar, ele dá uma autorização", pontuou.  

PROJETO 

Conforme a arquiteta da Agência Municipal de Meio Ambiente, Paula Ortiz, o projeto vai começar a ser elaborado, mas ainda não há informações concretas sobre custos.  

"Só o prazo foi mantido, as demais informações só quando o projeto estiver pronto. Mas não é um projeto demorado, é uma obra rápida", detalhou. A ideia é que o local esteja pronto até o aniversário de 40 anos de Mato Groso do Sul.  

Leia Também