Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NACIONAL

Estado avança e chega ao 5º lugar <br>no ranking de competitividade

MS também ficou em 2º na categoria crescimento
18/10/2019 15:27 - FÁBIO ORUÊ


 

Mato Grosso do Sul subiu duas posições e se tornou o quinto estado mais competitivo do Brasil. No Prêmio Excelência em Competitividade 2019, na categoria “Destaque Crescimento”, que avalia melhorias nos quesitos da segurança pública, sustentabilidade social, educação, capital humano e solidez fiscal, MS ficou em segundo lugar, ficando atrás somente do Alagoas.

Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) comemorou o desenvolvimento estadual. “Não é ganho do Governo, do governador, é o ganho da sociedade. Falar que moramos no quinto Estado mais competitivo do País é um ganho para todos nós, é não é pouca coisa, é muita coisa você crescer de um ano para o outro duas posições, o ranking é muito complexo”, disse. 

O governador destacou o avanço obtido no quesito segurança. “Todos os indicadores de violência diminuíram em Mato Grosso do Sul, isso é fruto de um grande trabalho que vem sendo feito e agora queremos trabalhar mais ainda, colocar mais policiais nas ruas, mais presença de uma inteligência policial para a gente enfrentar a criminalidade, o crime organizado”, pontuou.

Azambuja reforçou que para o MS atingir esse nível de competitividade, foi preciso ter a coragem para tomar “medidas duras, amargas e impopulares”, como redução no número de secretarias, cortes nos gastos e a reforma da previdência. Segundo ele, ações que permitiram que o Estado consiga manter os investimentos para a melhoria da qualidade de vida da população e garantir o pagamento de salário dos servidores em dia.

“Mato Grosso do Sul vem se utilizando a um tempo os indicadores da CLP na nossa área de gestão estratégica para monitorar as ações políticas do Estado. E o grande ganho é ser o 5º Estado mais competitivo no cenário nacional, é importante destacar que esta posição tem um conceito de competitividade bastante grande porque inclui gestão pública e ambiente de negócio”, explicou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

No discurso, o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), Carlos da Costa, destacou o desempenho sul-mato-grossense no ranking. “Quero destacar os cinco primeiros colocados no ranking. Coloquei o quinto também, pois os quatro primeiros (SP, SC, DF e PR) já estavam lá, mas o Mato Grosso do Sul avançou duas posições e fazer isso quando já se está no ‘top ten’ é muito difícil”, comentou em seu discurso.

Na premiação, Mato Grosso do Sul ficou em segundo lugar na categoria Destaque Crescimento. Representando o Estado, Verruck disse que os indicadores balizam as ações e, consequentemente, melhoram os resultados. “É uma caminhada, a meta sempre é o primeiro lugar, mas as estratégias que vamos tomando para chegar a este resultado é o mais importante”, ponderou.

 

Felpuda


O sumiço de algumas figurinhas carimbadas da política não acontece em virtude da necessidade de isolamento como uma das formas de prevenção à pandemia. Em verdade, seria porque não têm mesmo o que e a quem falar. Com o advento das redes sociais, quem acha que fazer campanha eleitoral continua como na época do “eu prometo” está a um passo de ver o sonho de conquistar mandato se transformar em pesadelo. Pelo jeito, não estão nem conseguindo dormir.