Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAPITAL

Envolvido em acidente com morte de casal, Saulo vai a júri popular

Ele passa a responder por homicídio doloso, com dolo eventual
26/06/2018 10:50 - RENAN NUCCI


 

Saulo Lucas Barbosa Vieira, de 27 anos, envolvido no acidente que matou Luiz Vicente da Cruz, de 69 anos, e a esposa Aparecida Souza da Cruz, 59, no dia 15 de junho, em Campo Grande, deve ir a júri popular. A pedido do Ministério Público Estadual, o autor deixa de responder por crime de trânsito e passa a responder por homicídio doloso, sob dolo eventual, por ter assumido risco ao dirigir embriagado e na contramão.

Consta nos autos do processo que, conforme inquérito policial relatado pelo delegado da Primeira Delegacia de Polícia da Capital, Cláudio Graziani Zotto, Saulo foi indiciado por homicídio culposo - quando não há intenção de matar - na direção do veículo automotor, "estando sob influência de álcool". As investigações apontam que ele dirigia pela Rua Cândido Mariano, na contramão, e atingiu em cheio o carro das vítimas que morreram no local.

Contudo, o promotor de justiça Ricardo Benito Crepaldi entendeu que o motorista assumiu o risco de produzir o resultado, no caso a morte do casal, motivo pelo qual ingressou com pedido de declínio de competência, para que o caso seja transferido da 6ª Vara Criminal da Capital para a Vara do Tribunal do Júri. 

"Não somente por conduzir o veículo automotor sob a influência de álcool, o que por si só geraria dúvidas quanto a aplicação do dolo eventual,mas sim por, após passar a noite realizando a ingestão de álcool, assumir o volante de seu veículo e conduzir em alta velocidade pelo centro desta capital na contramão da via, causando um colisão violenta que chegou a capotar ambos os veículos e ocasionar a morte das duas vítimas ainda no local".

Por sua vez, o juiz Márcio Alexandre Wurst, deferiu o pedido do Ministério Público, alegou incompetência para julgar o caso e solicitou encaminhamento para a vara competente. Consta na denúncia que no dia 15 de junho, Saulo estava conduzindo seu veículo Fiat Uno na contramão e apresentava sinais de embriaguez, quando houve colisão com o veículo Corsa ocupado pelas Vítimas Luiz e Aparecida, que não resistiram à batida. Saulo foi levado ao hospital com traumatismo craniano leve, sendo autuado em flagrante.
 

Felpuda


As definições no que se relaciona aos nomes para a disputa eleitoral vêm ocorrendo aqui e acolá. Pré-candidato que sonha comandar cidade o interior poderá deixar de ver o seu sonho realizado. É que o dito-cujo terá de enfrentar as lembranças de rumoroso caso que se tornou escândalo depois da denúncia de uma servidora. Há quem garanta que é só a campanha começar para a história ser contada capítulo por capítulo. Afe!