Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Empresa recorre de licitação e Corredor Sudoeste vai atrasar mais

Desta vez concorrência por construção de paradas foi alvo de questionamento
18/10/2019 09:49 - RAFAEL RIBEIRO


 

A instalação das estações de embarque  desmbarque de ônibus no corredor sudoeste, formado pelas ruas Guia Lopes, Brilhante e Bahia, além da Avenida Bandeirantes, vai sofrer mais um atraso.

Isso porque a Construtora Paulo Barbosa recorreu do resultado da licitação que classificou a LT Construções como a responsável pela obra, por R$ 831,3 mil, no último dia 7. A informação foi divulgadas pela Prefeitura na edição desta sexta-feira (18) do Diário Oficial do município.

A empresa que entrou com recuso tem cinco dias para apresentar os motivos da impugnação, cujos detalhes não são divulgados em Diário Oficial. Com o recurso, o processo de contratação e início de obra, consequentemente, sofre atraso. Depois disso, a Prefeitura de Campo Grande analisa a pertinência e razões do recurso e pode validá-lo ou dar seguimento ao processo de contratação da vencedora.

As estruturas a serem instaladas nas quatro vias são levemente inspiradas às existentes na Praça Ary Coelho, no Centro da Capital, mas o formato lembra mais a de corredores de ônibus existentes em outras cidades, como Curitiba, Porto Alegre e São Paulo.

O CORREDOR

Estão previstas na via sete estações de embarque e desembarque.

Segundo a Prefeitura, está programada a implantação de 2,5 quilômetros de drenagem e recapeamento de quase 4 km de via entre o Terminal Bandeirantes e a avenida Afonso Pena. A faixa reservada ao corredor de ônibus terá pavimento mais resistente, polimerizado, mesmo material que o Exército aplicará no corredor da Guia Lopes, Brilhante e Marechal Deodoro.

As estações de embarque e desembarque serão entre as ruas Nova Bandeirantes e Campinas, Manoel Cavalcante Proença e Hermenegildo Pereira, Sebastião José Machado e Bélgica, Salim Maluf e Tenente Antônio João Figueiredo, Caiapós e Argemiro Fialho, avenida Salgado Filho e Rua Brilhante, e Paissandu e 26 de Agosto.

O corredor sudoeste do transporte coletivo tem 12 quilômetros de extensão. O convênio com o Exército foi firmado em 2016 para a execução do projeto, mas a prefeitura decidiu dividir o projeto em mais dois lotes para antecipar o cronograma.

O Exército deve concluir até novembro o trecho da Guia Lopes e mais 2,75 quilômetros da Brilhante. Atualmente, está sendo construída a travessia da drenagem da Bandeirantes. A última etapa abrange 4,9 quilômetros a partir da Marechal Deodoro e o prolongamento na Avenida Gunter Huns até o Terminal Aero Rancho.

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!