OPERAÇÃO PEPPER

Em segunda fase da ação, PF caça contrabando de cigarros em MG

Articulação foi feita após apreensões feitas em Naviraí
12/06/2019 09:14 - RAFAEL RIBEIRO


 

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (12) a segunda fase da Operação Pepper que visa desarticular organização criminosa voltada à prática do contrabando de cigarros paraguaios.

Equipe de policiais federais da delegacia da PF de Naviraí, com apoio da Delegacia de Polícia Federal em Divinópolis (MG), estão cumprindo mandados de prisão preventiva e busca e apreensão na cidade de Piumhí.

A ação de hoje é decorrente dos elementos angariados na primeira fase da operação, deflagrada no dia 24 de abril. As novas provas obtidas ratificaram a existência da organização criminosa, além de permitir a identificação de outros envolvidos, servindo de fundamento para representação de novas medidas ao Juiz da 1ª Vara Federal de Naviraí.

Nesta quarta, a PF cumpre três mandados de prisão preventiva e quatro de busca e apreensão em imóveis dos investigados localizados em Piumhí.

Além das prisões e buscas, também foram deferidos pelo juiz o pedido de sequestro de bens móveis e imóveis, bem como o bloqueio de contas bancárias dos investigados, já que foi apurado durante as investigações que os investigados ostentam patrimônio totalmente incompatível com as rendas e atividades declaradas.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".