Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 21 de janeiro de 2019

APARECIDA DO TABOADO

Em roubo de carga de soja, caminhoneiro é mantido refém por 4 horas pelos bandidos

Criminosos sabotaram veículo e abordaram a vítima na BR-158

12 JAN 2019Por RENAN NUCCI15h:52

Motorista de 48 anos foi mantido como refém por quatro horas durante roubo de carga ocorrido na BR-158, região do município de Aparecida do Taboado. De acordo com a vítima, criminosos sabotaram caminhão de alguma forma, fazendo com que ele ficasse vulnerável. Sistema de rastreamento mostrou que a carreta bitrem foi levada para São Paulo.

O caminhoneiro disse à Polícia Civil que carregou soja em Rondonópolis (MT) e seguia rumo a Imbituba (SC). No entanto, logo depois de passar por Paranaíba, por volta das 21 horas, decidiu parar em um posto de combustíveis que fica em Aparecida do Taboado. Ele afirmou que trafegava na velocidade permitida, quando foi atacado.

De uma maneira que o motorista não detalhou às autoridades, as rodas do caminhão travaram e logo o veículo foi coberto por fumaça. Antes que a vítima pudesse entender o que estava acontecendo, foi agredida com uma coronha no supercílio, dada por um dos ladrões que estava encapuzado. O criminoso assumiu a cabine e abriu a porta para que um segundo ladrão embarcasse.

O caminhoneiro alegou que foi jogado para a parte de trás, sob ameaça de arma de fogo. Durante a ação, percebeu que havia um automóvel dando cobertura. Os ladrões saíram com a carreta e andaram por alguns quilômetros e em seguida fizeram movimentos bruscos, como se tivessem andando em círculos.  Na sequência, ordenaram que ele descesse e fosse para o pasto, ficando aos cuidados de um terceiro ladrão.

Lá, ele ficou por aproximadamente quatro horas, até que surgiu um veículo e levou o ladrão embora. Depois de esperar por alguns instantes, conseguiu chegar a um posto, onde pediu ajuda e acionou a polícia. Ao verificar o sistema de rastreamento do celular, descobriu que, conforme último registro, a carreta estava em Santa Fé do Sul (SP).

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também