Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MULTA DE R$ 10 MIL

Em período de reprodução de aves, mulher é presa por roubar periquitos

Polícia faz operação para combater tráfico e preservar espécies
21/09/2019 16:32 - FÁBIO ORUÊ


 

Durante a operação Bocaiúva, Policiais Militares Ambientais e fiscais do Ibama prenderam e multaram hoje (21), uma mulher de 32 anos que foi flagrada retirando periquitos diretamente do ninho, em Novo Horizonte do Sul.

De acordo com informações da Polícia Militar Ambiental (PMA), as equipes que trabalham na operação Bocaiúva, de prevenção ao tráfico de papagaios, demais psitacídeos e outros animais, receberam denúncias, de que ela estaria retirando filhotes de periquitos dos ninhos e mantendo-os em sua residência. 

As equipes do Ibama e da PMA foram à residência e apreenderam dois filhotes de periquito. A infratora afirmou que retirava os filhotes na gleba Nova Esperança, no município. A mulher foi conduzida à delegacia de Polícia Civil de Ivinhema e responderá por crime ambiental, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção. Ela também foi autuada e multada R$ 10 mil. As aves serão encaminhadas ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) em Campo Grande.

RENTABILIDADE

O tráfico de animais silvestres é considerado a terceira atividade criminosa mais rentável, perdendo apenas para o tráfico de drogas e o tráfico de armas. No Estado, o problema se resume quase que especificamente ao papagaio, que costuma ser retirado enquanto filhote devido ao comprador da espécie se interessar pela capacidade que a ave tem de aprender a imitar a voz humana.

Período considerado mais perigoso e com maior ocorrência de tráfico da espécie é entre agosto e dezembro, que é o período reprodutivo dos papagaios, animal mais traficado no Estado. Para evitar a retirada das aves, ninhos estão sendo monitorados e as saídas do Estado estão sendo fechadas com bloqueios.

A principal região monitorada é a que constitui os municípios próximos às divisas com os estados de São Paulo e Paraná, como Jateí, Batayporã, Bataguassu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Nova Andradina, Três Lagoas e Brasilândia, além de Naviraí, Itaquiraí, Eldorado e Mundo Novo, porém, a operação está sendo realizada em todo o Estado.

Também são feitas operações preventivas nas propriedades rurais, para prevenir a retirada dos animais e aliciamentos de funcionários de fazendas e assentados pelos traficantes.

Veja filhotes resgatados da casa da mulher:

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...