Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 16 de dezembro de 2018

Roubo

Em audiência de custódia, justiça mantém prisão de assaltantes que roubaram família

Trio foi preso ontem pelo Choque, depois de perseguição na Capital

13 JUL 2018Por RENAN NUCCI10h:50

Durante audiência de custódia na manhã desta sexta-feira, no Fórum de Campo Grande, a juíza de direito Luciane Uriasco Isquerdo decretou a prisão preventiva dos três assaltantes presos em flagrante pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar na madrugada de ontem, após roubarem a caminhonete Hilux e R$ R$ 117.757, 00 de uma família moradora no Bairro Universitário. 

Leonardo Cardoso Ortelhado, 21 anos, tinha mandado de prisão em aberto e os comparsas, Ronaldo da Silva Ferreira Júnior, 24, e José Henrique Rosa dos Santos, 20,  eram evadidos do Estabelecimento Penal de Regime Aberto e Casa do Albergado. Eles foram encaminhados ao Presídio de Trânsito (Ptran), localizado no Complexo Penitenciário do Jardim Noroeste.

Conforme noticiado ontem pelo Correio do Estado, o Choque fazia rondas pela Avenida Gury Marques e percebeu que uma caminhonete Hilux realizou manobra brusca e subiu no canteiro ao se aproximar dos policiais. Suspeitando que os três ocupantes do veículo poderiam se tratar de criminosos, a equipe tentou abordá-los, iniciado uma perseguição.

Os ocupantes desobedeceram ordem de parada e seguiram rumo à rotatória da Avenida Interlagos, onde entraram sentido Rádio Clube Campo. Eles foram para a Vila Albuquerque e seguiram pela Avenida Paraisópolis, na direção do Santo Eugênio. Durante o percurso, sempre em alta velocidade, faziam manobras perigosas, colocando em risco outros veículos. 

Ao longo do percurso, equipes do patrulhamento de moto da 10ª Companhia Independente acompanharam o deslocamento via rádio e fizeram cerco na rotatória da Paraisópolis. Eles então entraram com a caminhonete na contramão da Avenida Vitor Meireles, batendo em um poste. Na ocasião, acabaram presos e confessaram roubo praticado horas antes.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também