Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segunda, 18 de fevereiro de 2019 - 05h17min

PURIFICAÇÃO

PF combate esquema de fraude em licitação das refeições de hospital

32 agentes cumprem mandados no município de Dourados

12 FEV 19 - 07h:46NATALIA YAHN

A Polícia Federal em Mato Grosso do Sul deflagrou hoje em Dourados, a 230 quilômetros de Campo Grande, a Operação Purificação para combater a corrupção em processos de licitação de refeições em hospitais do município.

Oito equipes, compostas por 32 policiais federais, estão dando cumprimento a oito mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária, todos expedidos pela Justiça Federal do município. Os crimes investigados são estelionato qualificado, uso de documento falso e associação criminosa, todos do Código Penal, além de fraude à licitação. 

O esquema consistia em fraudes por meio de possível direcionamento na licitação e na execução do contrato com a administração, causando prejuízo milionário aos cofres públicos, de acordo com informações da Polícia Federal. A aquisição das refeições que serviam para cometer o crime eram para a alimentação de pacientes e funcionários das unidades em Dourados.

O nome da operação refere-se a depurar, expurgar, sanear, os processos licitatórios no âmbito da Administração Pública com verba federal. A coordenação da Operação Purificação deverá conceder entrevista coletiva às 10h, na Delegacia da Polícia Federal em Dourados.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Novos portos vão investir R$ 250 milhões em Murtinho
ECONOMIA

Novos portos vão investir R$ 250 milhões em Murtinho

BRASIL

Ao menos quatro alunos de escolas militares obtêm liminar para entrar na USP

PF estoura depósito e apreende quase uma tonelada de cocaína
EM TRÊS LAGOAS

PF apreende 1 tonelada de cocaína em depósito

FLAGRANTE

Jovem é presa ao tentar entrar em presídio com 300 gramas de cocaína na genitália

Iria ganhar R$ 1.200 de desconhecida pelo frete incomum

Mais Lidas