Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

SAIU DE CASA SEM AVISAR

Homem que matou esposa com barra de ferro é condenado a 17 anos de prisão

O crime aconteceu em Dourados, por volta das 22 horas da noite e populares chamaram o SAMU

4 AGO 2017Por Izabela Jornada18h:18

Servente de pedreiro, Adilson Caetano Petricioli, 40 anos, que matou esposa, foi condenado ontem (03) por 17 anos e seis meses de reclusão e a pagar multa de R$ 100 mil à herdeiros da vítima que assassinou.

Acusado por homicídio qualificado praticado contra a esposa Letícia Cabral de Souza, Adilson tem sentença inédita no Estado. 

O crime foi caracterizado como feminicídio e a acusação foi feita pelo Ministério Público Estadual (MPE). 

O CRIME
No dia 26 de março de 2017, por volta das 22 horas, Adilson golpeou, por duas vezes, com uma barra de ferro contra Letícia que veio a falecer devido às agressões. O motivo foi considerado torpe, pelo sentimento de posse só porque a vítima saiu de sua residência sem pedir autorização a Adilson. 

O réu agrediu Letícia enquanto ela transitava por uma das ruas da cidade de Dourados, no período noturno de um domingo.  

Adilson e Letícia estavam casados há quatro anos. 

No dia do crime, o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) e a Polícia Militar (PM) foram acionados por populares, sendo a vítima encaminhada ao “Hospital da Vida”, onde, em decorrência da agressão física a que foi exposta, acabou falecendo.

Atualmente, Adilson está preso.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também