Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 - 17h13min

FARMACÊUTICOS

Donos de farmácias ameaçam fechamento
e demissões caso lei do piso seja aprovada

Sindicato se opõe ao reajuste e alega que crise derrubou vendas em 30%

8 JUL 17 - 15h:50JONES MÁRIO

O Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Mato Grosso do Sul (Sinprofar/MS) se posicionou contra projeto que trata da fixação do piso salarial dos farmacêuticos no Estado em R$ 3.748,00. Para a entidade, a medida deve provocar desemprego e fechamento de farmácias. O texto tramita na Assembleia Legislativa.

De acordo com o presidente do Sinprofar/MS, Roberto Martins Rosa, caso o projeto se transforme em lei, “haverá prejuízos, como desemprego e fechamento de farmácias. No interior será pior ainda”, prevê. O mandatário alega ainda a crise econômica derrubou as vendas em até 30% e o salário dos funcionários compromete aproximadamente 10% do faturamento das empresas. “Isso sem contar os encargos”, completa.

O Sinprofar/MS encaminhou ofícios ao governo do Estado, Ministério Público do Trabalho (MPT) e aos deputados que participaram de audiência pública sobre o tema este ano. A entidade defende que o Executivo não pode interferir nas relações de trabalho fixando o piso de uma categoria, exceto quando não existam sindicatos para formalizar as convenções coletivas. O piso atual é de R$ 2.720,00, estabelecido por meio de acordo com os trabalhadores.

A proposta de lei é de autoria do deputados Dr. Paulo Siufi (PMDB), George Takimoto (PDT), Mara Caseiro (PSDB) e Professor Rinaldo (PSDB).

OUTRO LADO

O Sindicato dos Farmacêuticos de Mato Grosso do Sul (Sinfarms) considera mediano o piso salarial no Estado, quando comparado ao dos farmacêuticos de todo o Brasil. A categoria afirma que Distrito Federal tem piso de R$ 5 mil e Amapá de R$ 1,8 mil.

O pedido dos farmacêuticos se refere a jornada de oito horas de trabalho por dia e 40 horas semanais.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Desbloqueio de rio pela PF resulta   em confronto com manifestantes
RIO PARAGUAI

Desbloqueio de rio pela
PF resulta em confronto

Governo espera resultado de prova para avaliar novo concurso
PROFESSORES

Estado espera resultado para avaliar novo concurso

Atraso em reformas adia   início das aulas em cinco escolas
PRORROGAÇÃO

Atraso em reformas adia início das aulas em cinco escolas

Governo de MS acelera projeto do PDV nesta semana
PLANO DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA

Governo de MS acelera projeto do PDV nesta semana

Mais Lidas