CAMPO GRANDE

Dois parques da Capital terão complexo aquático reformados em 2019

Os parques Jacques da Luz e Ayrton Senna também terão as quadras cobertas revitalizadas
26/11/2018 08:50 - BRUNA AQUINO


 

A prefeitura de Campo Grande abriu licitação para contratar empresa especializada para reformar as quadras cobertas e o complexo aquático dos parques Jacques da Luz, nas Moreninhas e o Ayrton Senna, no Bairro Aero Rancho. A licitação foi requisitada pela Fundação Municipal de Esporte (Funesp) com apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (SISEP).

De acordo com a publicação no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande), as empresas interessadas em concorrer deverão entregar a documentação e a proposta entre os dias 7 e 8 de janeiro de 2019 às 8h na sala de reuniões da Comissão Permanente de Licitação, na sede da Prefeitura Municipal de Campo Grande-MS, Diretoria-Geral de Compras e Licitação, na Avenida Afonso Pena, N° 3.297, térreo.

O projeto, para 2019, prevê reforma das instalações elétricas, hidráulicas, banheiros e cobertura da quadra. 

As empresas também poderão obter gratuitamente o edital e seus anexos pela internet através do site http://transparencia.capital.ms.gov.br/licitacoes.

Ayrton Senna

Neste mês, a prefeitura também assinou termo aditivo de convênio firmado com o Ministério dos Esportes que aumenta em 97% a parcela de recursos do Governo Federal, de R$ 3,5 milhões para R$ 6,9 milhões, para a retomada da construção do Centro Olímpico do Parque Ayrton Senna que estava parado há quatro anos.

O projeto prevê uma pista de atletismo, com piso emborrachado, apta a sediar competições nacionais e internacionais da modalidade.




 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".