DISCIPLINA OPTATIVA

Disciplina de Felicidade e Inteligência Emocional será oferecida na UFMS

São 80 vagas para estudantes de todos os cursos de graduação
15/02/2019 15:16 - GLAUCEA VACCARI


 

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) ofertará pela primeira vez, no primeiro semestre de 2019, a disciplina optativa de Felicidade e Inteligência Emocional. Serão oferecidas 80 vagas para estudantes de todos os cursos de graduação.

Na disciplina, serão abordados assuntos ligados à felicidade humana, forças e talentos, inteligência emocional, realização pessoal e motivação. Objetivo é promover reflexões sobre o equilíbrio emocional dos acadêmicos diante das adversidades nos campus emocional e acadêmico, com foco em ressaltar as forças e talentos pessoas e entender a busca de propósito e significado nas atividades diárias.

A optativa também trabalhará questões ligadas à saúde emocional e o bem-estar, como felicidade, dinâmica das emoções nos níveis mental e físico e o impacto delas na capacidade de aprendizado e desempenho acadêmico.

Conforme a UFMS, a disciplina será ministrada pela psicóloga Salua Omais, mestre em Psicologia da Saúde e Saúde Mental, autoria do Manual da Psicologia Positiva.

Aulas serão às sextas-feiras, das 13h15 às 15h15. Aula inaugural será aberta a toda a comunidade acadêmica no dia 22 de fevereiro, no auditório do Laboratório de Análises Clínicas (LAC).

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".