Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

CÂMARA DOS DEPUTADOS

Municípios de MS poderão investir
dinheiro de repatriação em educação

A medida provisória será assunto de pauta na primeira semana de julho

3 JUL 2017Por Izabela Jornada12h:00

Municípios de Mato Grosso do Sul poderão dividir, este mês, mais de R$ 60 milhões de cota como parte do dinheiro repatriado do exterior na educação. Isso porque na primeira semana de julho, a pauta do plenário da Câmara dos Deputados está trancada por quatro medidas provisórias, entre as quais a MP 773/17, que autoriza estados, Distrito Federal e municípios a usar dinheiro da regularização de ativos no exterior para cumprir o limite constitucional de gastos com educação.

Segundoa Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), o relator da medida provisória, deputado Gabriel Guimarães (PT-MG), recomendou a aprovação do texto sem emendas.

A medida é direcionada principalmente aos municípios que não conseguiram aplicar o mínimo de 25% da receita de impostos e transferências constitucionais na educação em 2016.

A repartição de recursos da regularização ocorreu somente no final do ano passado (MP 753/16) e, com o feriado bancário de fim de ano, os municípios não tiveram tempo hábil para aplicar essa receita extra antes do encerramento do exercício fiscal, de modo a ficar dentro do limite constitucional.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também