Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SAÚDE ANIMAL

Dias quentes aumentam casos de Leishmaniose, pulgas e carrapatos em pets

Campanha alerta tutores de animais domésticos sobre doenças parasitárias

8 NOV 19 - 19h:00FÁBIO ORUÊ, com assessoria

Durante a primavera, a preocupação com os mosquitos aumenta. Não somente a dengue, mas outras doenças começam a se proliferar com mais facilidade e oferecerem riscos a população. Mas são somente os humanos que sofrem, os animais domésticos também não passam ilesos. Os dias quentes e úmidos da estação que antecede a chegada do verão são propícios para o aumento de casos de Leishmaniose e o surgimento de pulgas e carrapatos.

“O clima quente e chuvoso favorece o aumento populacional principalmente dos mosquitos infectados, pois o próprio precisa de água e de um clima mais quente pra poder se reproduzir. Já os carrapatos se proliferam com mais facilidade pois a umidade favorece a oviposição no ambiente”, destaca o médico veterinário, Paulo Duarte. Podendo apresentar ou não sintomas visíveis no animal, a Leishmaniose não tem cura, mas há tratamento.

Já para as pulgas e carrapatos, a atenção redobrada do tutor em relação ao ambiente em que o pet se encontra é necessária. Um pet shop da Capital, na Rua dos Barbosas, Bairro Amambai, está com uma campanha preventiva das doenças parasitárias. “Em Campo Grande, por exemplo, cerca de 80% dos animais têm leishmaniose e muitos tutores não sabem. Então durante o mês de novembro estamos com a campanha de prevenção, trazendo coleiras, comprimidos e vacinas que são nossos maiores aliados para combater essas doenças”, completa o sócio-proprietário, Leo Capellari. É de vital importância ter o hábito de levar seu animal ao veterinário regularmente. É de responsabilidade do tutor zelar pela saúde e bem estar do seu pet, pois todo ser precisa de cuidados e carinho. Tendo consciência, cuide quando estiver bem e ame principalmente quando estiver mal. 

PRIMAVERA ATÍPICA 

A primavera, embora seja a estação mais quente do ano, é marcada pela chuva, o que não aconteceu em 2019. O meteorologista Natálio Abrão, disse que o período de chuva começou oficialmente na quarta-feira (6) com pelo menos 27 dias de atraso em relação ao esperado. O tempo continua chuvoso pelo menos até domingo, conforme Natálio. “A previsão geral é de que em novembro seja restabelecido o ciclo de chuvas do estado”.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com lances a partir de R$ 500, leilão presencial de veículos acontece em dezembro

Com lances a partir de R$ 500, leilão presencial de veículos acontece em dezembro

Em acidente, bebê é expelido da barriga da mãe e morre
TRAGÉDIA

Em acidente, bebê é expelido da barriga da mãe e morre

Domingo com calor de 38°C<BR> em Mato Grosso do Sul
TEMPO

Domingo com calor de 38°C em Mato Grosso do Sul

Campo Grande está sediando evento religioso nacional de luteranos

Campo Grande está sediando evento religioso nacional de luteranos

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião