Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

JUSTIÇA

Detran teria favorecido empresa em contrato de R$ 23,37 milhões

Portaria foi suspensa a pedido da empresa Disway Soluções Corporativas Eireli

1 ABR 17 - 07h:30LÚCIA MOREL

A Justiça de Mato Grosso do Sul suspendeu portaria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que regulamenta a implantação de sistema eletrônico para uso na transmissão de dados das aulas e exames práticos das autoescolas. A antecipação de tutela decorreu de pedido da empresa Disway Soluções Corporativas Eireli, que se sentiu preterida e denunciou direcionamento na seleção de empresas fornecedoras dos equipamentos que serão utilizados pelos Centros de Formação de Condutores (CFCs). O contrato é de R$ 23,374 milhões. 

Conforme a denúncia, a empresa vencedora foi beneficiada, pois seria a única a atender todas as especificações da portaria. Argumenta ainda que pode haver conluio entre o Sindicato dos Centros de Formação de Condutores (SindCFC) e o Detran para favorecer a Kenta em contrato milionário. Isso pelo fornecimento de 729 kits para o mesmo número de veículos, com franquia de 160 aulas por mês, ao custo de R$ 3,34 cada.   

As autoescolas de todo Estado, através do sindicato, abriram seleção e já contataram a Kenta Informática SA para abastecê-las com os equipamentos previstos.   

(*) A reportagem completa está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Patrão agride empregada por<br> esquecer porteira aberta
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Patrão agride empregada por esquecer porteira aberta

Visitantes lotam parques em dia de atividades na Capital
UM DIA NO PARQUE

Visitantes lotam parques em dia de atividades na Capital

Cirurgias podem ser marcadas pela internet a partir de amanhã
CASTRAÇÃO DE GATOS

Cirurgias podem ser marcadas a partir de amanhã

BRASIL

Geração atual tem pouco contato com a natureza, alertam especialistas

Mais Lidas