Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONTESTADA

Detran decide suspender licitação milionária de conferência de dados

Sindicato de servidores alegou que contratação era descabida
27/04/2017 17:38 - TAINÁ JARA


 

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) suspendeu licitação de R$ 17.040.000 que a previa a terceirização do serviço de gerenciamento de dados de veículos não quitado. O aviso foi publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do Estado.

Apesar do serviço já ser realizado por uma empresa, a proximidade com o vencimento do contrato motivou a abertura de licitação. Entretanto, o valor destinado para a contratação foi contestado pelo Sindicato dos Servidores do Detran-MS (Sindetran).

Conforme a entidade, o dinheiro da terceirização poderia ser revertido em melhores condições de trabalho e atendimento ao público, além de destoar do quadro de crise econômica apresentado pelo governo do Estado.

“Este é um serviço basicamente de cruzamento de dados que poderia ser feito pelos próprios servidores, mediante um pequeno investimento em tecnologia”, assegurou o secretário-geral do Sindetran-MS, Bruno Alves.

O certame previa a contratação de empresa especializada na implantação, manutenção e o operacionalização de sistema computacional integrado ao sistema do Detran-MS. O serviço referia-se a armazenamento e recuperação de contratos de financiamento de veículos com cláusula de alienação fiduciária, arrendamento mercantil, reserva de domínio ou penhor, com serviços de conferência de contratos.

A justificativa apresentada no edital da licitação é que “devido ao grande número de processos de financiamento de veículos com cláusula de alienação fiduciária, arrendamento mercantil, reserva de domínio ou penhor” seria necessária a atividade de terceirização de conferência de contratos.

SERVIÇO DO SERVIDOR

Caberia aos funcionários do Detran-MS apenas a atividade de auditoria das conferências e assinatura digital dos documentos.

De acordo com o edital, a medida é necessária para “estabelecer e padronizar os procedimentos com vistas a atender a legislação, dar celeridade aos processos de registros de contratos, desburocratizar processos, economizar recursos e implementar políticas de transparência, confiabilidade e legalidade das informações”.

SEDE

No final do ano passado, o Governo do Estado contratou, no valor de R$ 4,4 milhões, empresa para construção do novo prédio do Detran-MS, na sede do órgão, na MS-080, em Campo Grande.

De acordo com o resultado do processo licitatório, a empresa Gimenez Enganharia LTDA foi contratada para construir o prédio. A unidade nova vai servir para abrigar o Atendimento ao Cidadão.
 

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.