Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MEIO AMBIENTE

Desmatamento castiga córrego Figueirão há quatro décadas

Derrubada de vegetação é causa principal do assoreamento do córrego

11 SET 15 - 07h:00DA REDAÇÃO

Dura ao menos quatro décadas a agonia do Figueirão, córrego que cruza de ponta a ponta o município de nome igual, ao norte de Mato Grosso do Sul, a cerca de 250 quilômetros de Campo Grande. 

Estradas abertas de modo desproporcionado e o desmatamento excessivo de vegetação determinaram a ruína do riacho agora tomado por bancos de areia, sem peixes e pouca água.

A recuperação deste córrego exigiria hoje o investimento de milhões de reais e o reparo ainda seria incerto. 

“É como se um paciente ficasse sabendo que estava com câncer já em estágio bem avançado. A cura dependeria de um milagre”, diagnosticou Edilson Cotonett, militante na área ambiental, assim que questionado se teria como recuperar o córrego em Figueirão.

Para o coordenador do Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia Hidrográfica do Taquari, o Cointa, Nilo Peçanha Coelho Filho, a erosão e o assoreamento que sufocam o riacho em questão surgiram entre a segunda metade dos anos 1970 e a década de 980. 

(*) A reportagem, de Celso Bejarano, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mulher fica ferida em acidente <BR>entre carro e moto na Capital
TRÂNSITO

Mulher fica ferida em acidente entre carro e moto na Capital

Uber afirma que projeto de lei da prefeitura é inconstitucional
REGRAS

Uber afirma que projeto de lei da prefeitura é inconstitucional

Motorista que atropelou boi na pista receberá indenização e pensão
JUSTIÇA

Motorista que atropelou boi
na pista receberá indenização

Suspeito de tentativa de assalto <br>é morto durante troca de tiros
ANHANDUÍ

Suspeito de tentativa de roubo é morto em troca de tiros

Mais Lidas