Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

PROCESSO ARQUIVADO

Desembargador investigado por falhas em precatórios é inocentado pelo CNJ

Paschoal Carmello Leandro atuava como vice-presidente do TJMS

27 JUN 2017Por MARESSA MENDONÇA13h:28

O desembargador Paschoal Carmello Leandro foi inocentado hoje em ação movida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) sobre supostas falhas nos pagamento de precatórios do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. O processo foi arquivado.

À reportagem do Portal Correio do Estado, o advogado de Carmello, Juliano Tannus comentou que a decisão foi unânime.

“Reconheceram a tese apresentada pela defesa e todas as contribuições dele no setor de precatórios”, declarou o advogado.

Tannus mencionou ainda a portaria 629 de 2014, assinada pelo desembargador, que regulamentou os procedimentos de pagamento de precatório no Estado.

“O CNJ reconheceu a lisura nas atividades do desembargador e que não teve ilicitude no processo administrativo”, finalizou.

No ano passado, Paschoal Carmello Leandro atuava como vice-presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, quando foi processado por supostas falhas nos precatórios.

Além dele, o ex-vice-presidente do Tribunal, João Batista da Costa Marques e o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior também foram investigados.

Leia Também