Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

Servidores estaduais

Desde 2015, folha do governo do
Estado aumentou R$ 1,4 bilhão

Secretário da SAD afirma que não há como dar aumento acima de 2,94%

13 JUL 2017Por DA REDAÇÃO06h:00

Em 30 meses, a folha de pagamento dos servidores de Mato Grosso do Sul aumentou R$ 1,4 bilhão.

Só o primeiro reajuste concedido pelo governador Reinaldo Azambuja, logo após sua posse, em janeiro de 2015, resultou em um impacto mensal de R$ 26 milhões na folha salarial, apontam números da Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD). 

“Devido a compromissos firmados pelo governador anterior, que se comprometeu com reajustes parcelados. A maior parte ocorreu em dezembro de 2014 pago na folha de janeiro de 2015, pelo atual governo”, afirmou o titular da SAD, Carlos Alberto Assis, que alegou o reajuste bilionário na folha.

Assis alega que a atual administração não pode conceder reajuste para o funcionalismo público maior do que o já anunciado, no dia 3 de julho, de 2,94%.

Em maio do ano passado, foi concedido abono de R$ 200 - ainda vigente - e com isso a folha teria aumentado novamente, em mais R$ 9 milhões.

O terceiro impacto na folha será sentido a partir de setembro, quando o atual reajuste proposto começa a vigorar, com aumento de R$ 11,5 milhões. 

Ainda sobre pressão dos servidores e sindicatos, que ameaçam greves e protestos, o governo se defende e afirma que vai precisar “apertar os cintos” para pagar os salários até o fim do ano e também garantir o 13°.

*Leia reportagem, de Natalia Yahn, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também