Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PARQUE DAS NAÇÕES

Desassoreamento começa, mas contenção de enchente só em 2020

Desde o ano passado, são realizadas intervenções no local

22 MAI 19 - 16h:43TAINÁ JARA

Os R$ 8 milhões em obras previstos para serem realizados no Parque das Nações Indígenas, localizado nos altos da Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, terão a etapa de dessoreamento do lago executada neste ano, porém, a fase para contenção de enchentes deve ficar apenas para 2020. O cronograma das intervenções deve ser anuncaido nesta quarta-feira pela prefeitura e pelo governo do Estado.

Conhecido pela estiagem, o mês de junho será dedicado a recuperação do lago do parque, que sofre com o processo de assoreamento. Conforme a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sisep), o lago será esvaziado para que seja feito o desassoreamento com a retirada de 140 mil metros cúbicos de areia. O custo desta etapa, com duração prevista de 90 dias, será basicamente com o aluguel de retroescavadeiras hidráulicas e caminhões basculantes para remoção dos sedimentos.

Depois de feito o desassoreamento, a prefeitura vai instalar uma comporta automática para regular o nível do lago, que passará a funcionar como bacia de detenção com capacidade para 64 milhões de litros de água.

O risco é que com a chegada do período das chuvas, no final do ano, o processo de desassoreamento seja prejudicado, já que as obras de contenção de enchentes somente serão executadas em 2020. Os projetos já estão sendo contratados, porém, as licitações devem ocorrer até dezembro de 2019.

Esta etapa, contempla a construção de um piscinão na esquina das avenidas  Mato Grosso com Hiroshima. Será uma bacia com capacidade para reter 22 milhões de metros cúbicos de água. O piscinão será feito as margens do Córrego Réveillon. O custo será de R$ 4 milhões provenientes do governo Federal. 

Já o governo, até o momento, anunciou que ficará reponsável pelas obras de controle de erosão e um piscinão no Córrego Manoel Português. O lago é formado pelas águas dos córregos Réveillon e Manoel Português. Estas intervenções vão ajudar a controlar as enchentes na região do shopping. Também serão anunciados revitalização da Casa do Homem Pantaneiro.

MANUTENÇÃO

No ano passado, o governo do Estado já havia investido R$ 946.580,00 em obras no Parque das Nações. Reformas foram feitas nos prédios de cinco Núcleo de Apoio Básico (NABs), além da substituição das lâmpadas atuais por modelos de LED nas luminárias do setor de quadras esportivas e pista de Skate, reforma do Posto Policial (Pelotão Comunitário do PNI) e das Guaritas (portarias de acesso). 

Outras melhorias serão executadas por equipes do próprio Parque, como a recuperação e pintura das grades e a manutenção do sistema de videomonitoramento. Nesse trabalho serão investidos mais R$ 77 mil. Só com a compra das tintas para a pintura do gradil serão gastos R$ 15 mil, e a mão de obra será dos reeducandos.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Advogado de acusado de furtar cocaína em DP é preso em caminhonete roubada
ESTAVA EM CAMINHONETE ROUBADA NO RJ

Defensor de acusado de furtar cocaína em DP é preso

Em operação no MS, Receita apreende R$ 1 milhão em contrabando do Paraguai
CAÇA AOS MUAMBEIROS

Em operação, Receita apreende R$ 1 mi em contrabando

Fiscais do governo apreendem mais de R$ 170 mil em bebidas
SECOU O GARGALO

Fiscais do governo apreendem mais de R$ 170 mil em bebidas

Moradora de Sonora <br> consegue R$ 1 milhão para hospital
DOAÇÃO

Moradora de Sonora consegue R$ 1 milhão para hospital

Mais Lidas