Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Antônio João

Deputados propõem CPI para investigar atuação do Cimi em conflito indígena

Segundo requerimento, conselho estaria incitando e financiando invasões a fazendas

1 SET 15 - 15h:36Glaucea Vaccari

Deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul apresentaram, na sessão plenária desta terça-feira (1º), um requerimento solicitando a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a responsabilidade do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) na incitação e financiamento de invasões por parte dos indígenas a propriedades rurais, em especial a fazendas de Antônio João, distante 402 km da Capital.

O requerimento foi apresentado à Mesa Diretora pela deputada Mara Caseiro (PT do B), que afirmou que a finalidade do Cimi seria promover o bem-estar dos povos indígenas, mas está contribuindo para “tirar a paz do campo”.

Assinaram a solicitação os deputados Zé Teixeira (DEM), George Takimoto (PDT), Paulo Corrêa (PR), Eduardo Rocha (PMDB), Marcio Fernandes (PTdoB), Maurício Picarelli (PMDB) e Lidio Lopes (PEN).

A matéria deverá ser analisada pela Mesa Diretora da Casa de Leis e, se atender a todos os dispositivos legais previstos no Regimento Interno do Parlamento, será oficializada com publicação em Diário Oficial. A expectativa é que a comissão inicie os trabalhos na semana que vem.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Marcos Trad teme paralisação de obras em execução
CÓRREGO ANHANDUÍ

Marcos Trad teme paralisação de obras em execução

Danos ao Rio da Prata serão reparados por fazendeiros, prefeitura e Estado
CONCILIAÇÃO

Fazendeiros, prefeitura e Estado irão reparar danos a rio

JBS está com vagas abertas para três cargos em Campo Grande
OPORTUNIDADE

JBS está com vagas abertas para três cargos na Capital

Depois de descumprir punição, consórcio prevê compra de 55 novos ônibus
RENOVAÇÃO DA FROTA

Depois de descumprir punição, consórcio prevê compra de 55 novos ônibus

Mais Lidas