Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SERVIDORES

Deputados fazem comissão <br>para acompanhar reajuste

Integrantes serão da Assembleia e do quadro do Estado
06/06/2017 17:43 - IZABELA JORNADA E RODOLFO CÉSAR


 

A pedido do deputado estadual Paulo Siufi (PMDB), foi criada hoje, na Assembleia Legislativa, comissão especial para intermediar reajuste de servidores públicos estaduais.

"Amanhã (7) será indicado os integrantes. São cinco servidores e cinco parlamentares que vão compor", explicou o deputado estadual João Grandão (PT).

A comissão tem o objetivo de intermediar tratativas entre servidores públicos e Governo do Estado para entrarem em acordo quanto ao reajuste salarial de servidores.

"Essa é uma prerrogativa do Executivo. Não cabe ao Legislativo definir, mas vamos fazer a interlocução para facilitar acesso", disse o petista.

Hoje, mais de 200 sindicalistas e representantes de entidades manifestaram no plenário. No mês passado, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou reajuste zero para várias classes de servidores públicos estaduais.

A administração estadual sustenta que negocia com cada uma das categorias individualmente e que recebeu as demandas para analisar como poderão ser atendidas. O Estado não concedeu ainda reajuste, mas ponderou que conseguiu renovar o abono que foi concedido ano passado.

“Nossa discussão com as entidades em prol do servidor não se limita à data-base em maio, dialogamos com eles o ano inteiro. Essa postura está inserida na política de pessoal estabelecida pelo Governo a partir de quatro diretrizes: garantia do pagamento dos salários em dia, desenvolvimento das carreiras baseado no desempenho, correção das distorções funcionais e salariais e diálogo permanente com os servidores”, disse secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis. 

Estado sustenta que abono de R$ 200 garantiu até 25% de aumento para algumas categorias. "Promoções e progressão funcional a mais de 6 mil servidores, convocação de 2.920 concursados e abonos que garantiram ganho real de até 25% em algumas categorias estão entre os benefícios concedidos pelo Estado", alegou nota da SAD, referindo-se a medidas aplicadas nos últimos 30 meses.

Felpuda


Dez vereadores da Capital mudaram de partido na tentativa de encarar a reeleição ou, dependendo do caso, disputar a vaga de vice-prefeito. Legendas foram “engordadas”, outras entraram em estado de inanição e outras ainda simplesmente sumiram do mapa. Que ninguém ouse perguntar a quem “trocou de camisa” qual a linha programática dos partidos em que agora estão filiados. Seria para eles, digamos, questão de pouca importância. Política tem dessas coisas...