Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

TEMPO

Depois de longa estiagem, volta a chover em algumas cidades de Mato Grosso do Sul

Região norte enfrentou 122 dias sem chuva

14 SET 2018Por FÁBIO ORUÊ17h:45

Uma frente fria que está se deslocando lentamente sobre o Estado, provocou zonas de instabilidade, fortes pancadas de chuva e trovoadas, nesta sexta-feira (13), na maioria das cidade. Em Dourados choveu cerca de 53,8 mm, maior volume de MS, seguida por Ivinhema, com 53,4 mm. 

Segundo o meteorologista Natália Abrahão, a média de chuva no Estado foi de 19 mm. Após 122 dias de estiagem em Sonora, choveu cerca de 5 mm, mais que em Campo Grande, que recebeu apenas 3,4 mm de água. 

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a umidade do ar ficou com mínima 35% na Capital. O calor também amenizou ficando entre 22°C e 30°C na Capital.

PRÓXIMOS DIAS

A partir de amanhã (15), as áreas de baixa pressão se afastam , mas, principalmente à tarde, no centro-norte e leste, a convergência de ventos úmidos ainda promove pancadas de chuva e trovoadas potencialmente fortes e as temperaturas voltam a se elevar. 

No domingo novas perturbações de pressão vindas do Paraguai, em níveis médios da atmosfera, voltam a instabilizar o tempo, especialmente no oeste e sudoeste, onde deve chover forte. No centro-norte também chove, mas de forma mais isolada. 

Segunda-feira as chuva cessam progressivamente no sul e sudoeste, mas se intensificam no restante do estado com temperaturas em declínio. 

Terça-feira a nebulosidade diminui e as temperaturas de dia se elevarão, mas as condições atmosféricas ainda favorecem à ocorrência de pancadas de chuva, porém de forma muito mais isolada e de menor duração, especialmente entre meados da tarde e início de noite. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também