Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Passional

Após 32 anos de casado, homem não aceita separação, atira em ex e tenta se matar

Crime foi diante de filha, genro e netos

22 JUN 17 - 11h:15VÂNYA SANTOS

Oswaldo Martins de Oliveira, de 50 anos, atirou contra a cabeça depois de ferir a tiros a ex-esposa Rute Gonçalves de Matos, 46 anos. Caso aconteceu ontem, em residência localizada na Rua João Miguel Espíndola, Bairro Nossa Senhora da Aparecida, em Laguna Carapã.

O autor dos disparos é quem está em estado mais grave e precisou ser transferido para o Hospital da Vida, em Dourados.

Genro do casal relatou para a polícia que autor e vítima foram casados durante 32 anos e estavam separados há cerca de seis meses. Todavia, o homem não aceitava o fim do relacionamento.

No último dia 15, Oswaldo, que é alcoólatra, havia procurado Rute, ocasião em que discutiram e o ex ameaçou matar a mulher.

Conforme relatos da testemunha, a vítima tomava tereré em casa, acompanhada do genro, da filha e dos netos, quando foi surpreendida por Oswaldo que adentou ao local por meio de um corredor.

Ele então disse a Rute: “Cê disse que a polícia iria me prender”. Em seguida, sacou arma de fogo calibre .38 e apontou para a ex.

A mulher então avançou sobre o homem e passou a lutar para tentar desarmá-lo. Já o genro colocou a esposa e os filhos dentro de casa e, quando retornava para separar a briga, ouviu disparos. Ao perceber que havia ferido Rute no peito, Oswaldo apontou a arma em direção a própria cabeça e atirou.

Ambos foram socorridos e levados ao hospital. No local do crime, Polícia Militar apreendeu o revólver e cinco cápsulas deflagradas.

"Foram quatro disparos, dois atingiram o braço e entre o ombro e o peito da vítima. O homem deu um tiro na têmpora e está em estado mais grave. Foi transferido para o Hospital da Vida em Dourados. A mulher não corre risco de morrer", explicou o delegado regional adjunto e responsável pela delegacia em Laguna Carapã, Jeferson Rosa Dias.

Foi instaurado inquérito e a polícia aguarda familiares para fazer oitivas e conduzir a investigação.

*Editada às 14h53 para acréscimo de informações.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Justiça Federal pede regularização de perícias em dois municípios de MS
INSS

Justiça Federal pede regularização de perícias em dois municípios de MS

Instabilidade na gestão federal deve atrasar obra, diz prefeito
IMPASSE BANDEIRANTES

Instabilidade na gestão federal deve atrasar obra, diz prefeito

SAÚDE

Crianças com menos de 2 anos não devem ter contato com telas, recomenda OMS

Cármen Lúcia suspende ação e barra 'cura gay'

Mais Lidas