Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

no interior

Depois de 18 anos, pai reconhece
filho na Carreta da Justiça

Serviço móvel tenta agilizar procedimentos jurídicos em cidades menores

22 SET 2017Por IZABELA JORNADA16h:07

Além de atendimento jurídico, a Carreta da Justiça em Selvíria trouxe também emoção para Elizeu Ferreira da Silva e Luan Fernando Ribeiro, que agora podem se chamar de pai e filho. Cerca de 300 pessoas foram recebidas, nesta semana, durante os atendimentos.

Para o jovem Luan Fernando o momento foi único, porque depois de 18 anos o pai reconheceu a paternidade e decidiu registrá-lo como filho..

“Esperava, esperava, esperava. E agora chegou a hora”, disse Luan, e seu pai explicou a situação: “Isto era uma coisa que a gente deveria ter feito há muito tempo, mas tudo tem a hora certa”, disse.

Como a Carreta da Justiça consegue agilizar procedimentos jurídicos, a família conseguiu obter o registro oficial e pai e filho saíram do local sem enfrentar a burocracia comum que é exigida se houvesse um processo aberto.

Esse tipo de atendimento móvel também realiza casamentos, que representa uma das maiores demandas. Em Selvíria, um dos casais que oficializou o matrimônio foi Daniele Basílio Berbeliano e Simone Carvalho de Araújo. Eles estão juntos desde 2015 e nesta semana confirmaram a união estável de forma gratuita.

Caso precisassem procurar o cartório, teriam gasto de mais de R$ 200, além de uma burocracia maior para conseguir a oficialização.

Como parte do Programa Judiciário em Movimento, a Carreta da Justiça é considerada inédita no país e completou um ano de existência no dia 24 de agosto.

As próximas comarcas que irão receber a unidade móvel serão Paraíso das Águas (2 a 6/10), Jaraguari (de 6 a 10/11), Figueirão (de 20 a 24/11) e Alcinópolis (de 27/11 a 1/12).

ATENDIMENTO SELVÍRIA

Entre 18 e 22 de setembro, a equipe do juiz Luiz Felipe Medeiros Vieira realizou 111 atendimentos entre consultas e orientações gerais.

Questões que demandam serviço da Defensoria Pública também podem ser feitos. Essa equipe atendeu 38 casos e 89 ações foram abertas.

Além disso, houve oito divórcios, dois reconhecimentos de paternidade e revisões de alimentos com regulamentação de visita e guarda. Também, 76 casais aproveitaram a oportunidade e fizeram reconhecimento de união estável e sua conversão em casamento.

CALENDÁRIO ATENDIMENTOS

No último dia 19, o juiz Luiz Felipe Medeiros Vieira, que responde pela Carreta da Justiça, realizou uma reunião para definir o calendário 2018 dos atendimentos.

O cronograma de trabalho será enviado ao presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, desembargador Divoncir Schreiner Maran, para aprovação e posterior divulgação.

Leia Também