Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

CORUMBÁ

Polícia faz simulação de assassinato cometido por delegado

Homem foi morto em ambulância na frente da filha e da irmã

9 ABR 19 - 09h:47RENATA VOLPE

Reprodução simulada da morte do boliviano Alfredo Rangel Weber, de 48 anos, dentro de uma ambulância em fevereiro deste ano, foi realizada na noite de ontem (8), pela Corregedoria Geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul e a Delegacia de Homicídios, em Corumbá.

O principal suspeito de cometer o crime, é o delegado Fernando Araújo da Cruz Júnior, que está preso em Campo Grande, assim como o policial civil, Emmanuel Contis, suspeito de ter dado apoio a Fernando, após o crime. Ele não teria participado da execução.

De acordo com informações do site Diário Corumbaense, a reprodução simulada envolveu equipe de Perícia da Polícia Civil de Corumbá e da Capital. Polícia Militar e agentes de Trânsito, responsáveis por coordenar o tráfego de veículos no momento da reprodução, também participaram da ação.

Testemunhas presenciais foram usadas durante a ação, que busca mais informações sobre o crime, para que os investigadores possam analisar as reais versões do que aconteceu e de testemunhas ouvidas até agora.

Um laudo pericial vai apontar a veracidade dos fatos, revelando o local exato, hora e como foi procedida a ação que acabou na execução do boliviano. Ainda segundo as informações, o inquérito está em andamento e há mais informações para serem averiguadas.

DESAFETO

Alfredo foi morto a tiros dentro de uma ambulância, na rodovia Ramão Gomes, que saiu da cidade boliviana de Puerto Suárez para o Hospital de Corumbá. O crime foi presenciado pela filha e uma irmã do boliviano, que seguiam com ele na ambulância, além do médico plantonista e o motorista, principal testemunha do caso.

A desavença entre o delegado e Alfredo começou durante as eleições para presidente da Associação de Agropecuaristas da Bolívia, onde o sogro de Fernando concorreu ao cargo.

Ainda segundo informações do site Diário Corumbaense, depois, em uma festa em propriedade rural, houve uma discussão entre Alfredo e outros participantes do evento. O delegado teria pego uma faca e desferido golpes contra o boliviano que foi socorrido e levado a um hospital da cidade boliviana.

Mas, devido a gravidade do ferimento, ele teve que ser transferido com urgência para o Hospital de Corumbá. No momento em que seguia pela Ramão Gomes, já em território brasileiro, próximo ao Cemitério Nelson Chamma, a viatura foi interceptada por um carro, supostamente conduzido pelo delegado Fernando, que desceu, deu ordem de parada, abriu a porta da ambulância e deu quatro tiros na vítima.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Diretores e técnicos de MS participam de capacitação para escolas cívico-militares
EDUCAÇÃO

Profissionais de MS participam de capacitação para escolas cívico-militares

Saque imediato: Nova lei do FGTS com limite do saque sobe para R$ 998
FGTS

Saque imediato: Nova lei do FGTS com limite do saque sobe para R$ 998

Inscrições do Sisu serão de 21 a 24 de janeiro
SISU

Inscrições do Sisu serão
de 21 a 24 de janeiro

Polícia estima que até 20 bolivianos eram traficados  através de Corumbá
POR SEMANA

Polícia estima que até 20 vítimas
de tráfico entravam por Corumbá

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião