Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

VIOLÊNCIA

Homem atira contra outro e acerta criança de 4 anos que voltava da escola

Crime aconteceu na manhã desta quinta-feira (27) no bairro Universitário em Corumbá

27 AGO 15 - 14h:15MARESSA MENDONÇA

Um garoto de quatro anos ficou ferido depois de ser atingido por um disparo de arma de fogo na manhã desta quinta-feira (27) no bairro Universitário em Corumbá (MS). O suspeito atirou contra outro homem que passava pelo local, mas acabou atingindo também o menino que voltava da escola acompanhado da mãe. Ele ainda não foi localizado pela polícia.

Segundo informações do Diário Corumbaense, o crime aconteceu por volta das 11h10min na alameda Sônia, quando o suspeito, que estava de bicicleta, sacou uma arma e atirou contra um jovem de 19 anos que vinha na direção contrária. Ele errou um dos disparos e acabou atingindo a criança com tiro de raspão na coxa direita. 

As vítimas foram socorridas pelos Bombeiros e pelo Samu e levadas para o Pronto-Socorro do hospital municipal. Informações preliminares da Polícia Militar apontam que a tentativa de homicídio seria motivada por briga entre gangues da região. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Domingo de sol e calor em todo Estado; Chuvas aparecem de novo na quarta-feira
PREVISÃO DO TEMPO

Domingo de sol e calor em todo Estado; Chuvas aparecem na quarta-feira

Professores começam a negociar reajuste de 12,84% do piso nacional
EDUCAÇÃO

Professores começam a negociar reajuste de 12,84% do piso nacional

Polícia paraguaia prende mais um fugitivo de penitenciária na fronteira
FUGA EM MASSA

Polícia paraguaia prende mais um fugitivo de penitenciária na fronteira

Nos pênaltis, Inter vence o Grêmio no Pacaembu e conquista a Copa São Paulo
COPA SP

Nos pênaltis, Inter vence o Grêmio no Pacaembu e conquista a Copa São Paulo

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião