sexta, 20 de julho de 2018

América do Sul

Com duas atrações nacionais, governo vai gastar 65% a menos em Festival

Governo vai gastar R$ 120,9 mil com dois shows nacionais

12 AGO 2015Por ALINY MARY DIAS09h:33

Bem mais modesto do que em anos anteriores, a 12ª edição do Festival América do Sul, realizado em Corumbá, terá apenas duas grandes atrações, uma delas bem conhecida dos sul-mato-grossenses. Com os dois shows, o Governo do Estado vai desembolsar R$ 120,9 mil, o valor é 63% menor do que o gasto do ano passado na gestão de André Puccinelli (PMDB).

Os contratos das duas atrações principais desse ano, Almir Sater e o Grupo Fala Mansa foram publicados hoje pelo Governo do Estado. Para a apresentação do sul-mato-grossense Almir Sater, o Estado vai gastar R$ 67,5 mil. Para que Falamansa venha a Campo Grande, o valor será de R$ 53,4 mil.

Os shows serão nos dias 21 e 22 de agosto, no Espaço Integração, na Praça Generoso Ponce, em Corumbá.

Na divulgação do evento deste ano, na semana passada, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou a “pegada regional” do evento. Ao todo, serão 399 atrações culturais do Estado que participarão do Festival América do Sul.

Confira a programação completa do Festival clicando aqui.

ANO PASSADO

No ano passado, o valor gasto pela gestão Puccinelli com as seis atrações nacionais que se apresentaram na 11ª edição do evento foi de R$ 329 mil. Os valores gastos foram R$ 55 mil com Erasmo Carlos, R$ 49 mil com Fundo de Quintal, R$ 120 mil com Paulinho da Viola, R$ 20 mil com Afroreggae, R$ 65 mil com Maria Gadú e R$ 20 mil com Paulinho Moska.

 

Leia Também