Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Acima do teto

Conselho aponta supersalário,
mas MPE diz estar dentro da lei

Pagamentos acima do teto constitucional passaram por auditoria

11 AGO 17 - 04h:00EDUARDO MIRANDA

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPE-MS) emitiu nota oficial, ontem, alegando que a remuneração de seus integrantes “é legal”.

O documento foi publicado após veiculação do teor do julgamento do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que cobra mais detalhes sobre a devolução dos supersalários recebidos por 15 procuradores e promotores de Justiça, além de mais transparência no portal da instituição. 

“O procurador-geral do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, Paulo Cezar dos Passos, esteve presente na sessão de julgamento, que tratava da última reunião dessa composição do CNMP, e afirmou ‘que a observância do regime constitucional de remuneração sempre foi feita pelo MPE-MS’”, apontou a nota.

O julgamento da auditoria realizada no Ministério Público de Mato Grosso do Sul, que investiga o pagamento de salários e vantagens acima do teto constitucional de R$ 33,7 mil, ocorreu na tarde de terça-feira no CNMP, em Brasília. O plenário do conselho seguiu o voto do conselheiro relator, Otávio Brito Lopes.

“Para dar efetivo cumprimento aos deveres de transparência e publicidade, todas as verbas remuneratórias, de natureza salarial ou indenizatória, inclusive as vantagens pessoais nominalmente identificadas, devem constar, de forma detalhada, do Portal da Transparência”, apontou o voto do conselheiro relator. 

O CNMP também cobrou detalhes sobre procedimentos de devolução do excedente recebido, por meio do desconto em folha, de 15 promotores e procuradores, cujos rendimentos estavam acima do teto constitucional, conforme apontou auditoria. 

O procurador-geral de Justiça determinou ainda  auditoria interna a cada três meses, para a averiguação do cumprimento to teto salarial. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Governo federal libera R$ 1,4 milhão em recursos atrasados
CAMPO GRANDE

Governo federal libera R$ 1,4 milhão em recursos atrasados

Reunião entre amigos acaba<br> com um esfaqueado em Corumbá
DESENTENDIMENTO

Reunião entre amigos acaba com um esfaqueado em Corumbá

Umidade relativa do ar chega a 13% na cidade de Rio Brilhante
ALERTA POPULAÇÃO

Umidade relativa do ar chega a 13% na cidade de Rio Brilhante

Idosa é atropelada e levada<br> em estado grave para Santa Casa
TRÂNSITO

Idosa é atropelada e levada em estado grave para Santa Casa

Mais Lidas