RODOVIA

Condutor desvia de carro, veículo<br> cai em rio e mãe e filha morrem afogadas

Vítimas estão desaparecidas e bombeiros fazem buscas no local
20/07/2017 09:41 - VÂNYA SANTOS


 

Maria Auxiliadora Vilhal Demazi e sua filha Maria Rita Vilhal Demazi, de 12 anos, morreram afogadas depois que carro em que elas estavam caiu no Rio Vacaria com aproximadamente três metros de profundidade. Acidente aconteceu ontem à tarde na MS-145, no Distrito de Ipezal, na cidade de Ivinhema.

De acordo com o site Ivinotícias, Roberto Carlos Demazi, de 59 anos, relatou que conduzia veículo Palio, acompanhado da esposa e da filha, quando tentou desviar de outro carro na rodovia. Condutor perdeu controle da direção, carro colidiu contra mureta de proteção da ponte e caiu no rio.

Roberto contou que conseguiu sair do veículo pela janela traseira. Já Maria Auxiliadora e Maria Rita não tiveram a mesma sorte. Equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, mas não conseguiu encontrar as vítimas, que continuam desaparecidas no rio.

Buscas foram interrompidas no começo da noite e retomadas pelos socorristas no início desta manhã.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".