Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

FISCALIZAÇÃO

Com oferta de peixes maior próximo
à Piracema, PMA antecipa operação

Repressão à pesca predatória será maior às vésperas do período de defeso

30 SET 2017Por JONES MÁRIO, COM ASSESSORIA15h:17

A Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul (PMA) começa neste domingo (1º) a Operação Pré-Piracema. A ação visa intensificar a repressão à pesca predatória, visto que, com a proximidade do período de reprodução dos peixes, vários cardumes já estão formados e a oferta maior de pescado facilita a captura.

Segundo a PMA, a operação é antecipada para o dia 1º de outubro desde 2013 por causa dos problemas reincidentes encontrados nos últimos dois meses de pesca aberta - setembro e outubro. Até aquele ano, os trabalhos especiais começavam no dia 25 de outubro.

A PMA alega que a quantidade de turistas e pescadores do Estado se intensifica nos meses que antecedem a Piracema. No ano passado, 123 pessoas foram autuadas, 1.761 kg de pescado ilegal e 2.800 metros de redes de pesca (petrechos proibidos) acabaram apreendidos.

A Operação Pré-Piracema vai envolver 362 policiais militares ambientais e englobará as operações “Padroeira do Brasil e “Dia de Finados”, que são realizadas todos os anos. A ação se estenderá até às 8h do dia 6 de novembro.

PIRACEMA

O fechamento para a Piracema começa no dia 1º de novembro no leito Rio Paraná, ao passo que, em todos os rios de Mato Grosso do Sul, tanto da bacia do Paraná como da bacia do Paraguai, a proibição inicia no dia 5 de novembro.

A abertura dos rios é prevista para o dia 28 de fevereiro. O período de defeso em Mato Grosso do Sul é fixo e estabelecido por lei.

Leia Também