ITAPORÃ

Com martelada na cabeça, homem tenta matar esposa que o denunciou

Marido questionou a mulher sobre a denúncia
14/06/2019 17:21 - FÁBIO ORUÊ


 

Uma mulher sofreu uma tentativa de feminicídio por parte do marido, após a mesmo o denunciar por violência doméstica, nesta sexta-feira (14), em Itaporã. A vítima, de 24 anos, foi surpreendida ao chegar em casa, por volta de 12h.

Conforme o site Itaporã News, a mulher chegou na residência e foi questionada pelo marido, de 38 anos, sobre a denúncia e, em seguida, ele a ameaçou de morte. Ela havia o denunciado por violência doméstica, anteriormente.

Nesta última agressão, o autor usou um martelo para ferir a esposa após ela denunciá-lo. Com o objeto, o agressor acertou a cabeça da vítima e a jogou na parede do quarto. Após o fato, a mulher e os dois filhos pequenos gritaram por socorro e posteriormente fugir.  

Em seguida, a Polícia Militar e o socorro foram acionados. A vítima foi encaminhada para o Hospital Municipal de Itaporã com o auxílio da ambulância e o agressor foi preso pelos militares. A mulher apresentava cortes profundos e inchaço. Já os filhos do casal ficaram sob tutela de um vizinho. O caso é investigado.

 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".