SAÚDE

Com estoque quase zerado de sangue e plaquetas, Hemosul entra em estado de emergência

Doadores de todos os tipos sanguíneos estão sendo convocados
23/01/2020 17:30 - GLAUCEA VACCARI


 

Com estoques baixos de todos os tipos sanguineos e plaquetas, o Hemocentro Coordenador de Mato Grosso do Sul (Hemosul) entrou em estado de emergência nesta quinta-feira (23) e convoca doadores a comparecerem nas unidadespara o reabastecimento das bolsas de sangue, especialmente doadores de O positivo e O negativo.

O Hemosul atende hospitais públicos e privados do Estado e conforme a unidade, há vários pacientes internados precisando de plaquetas, sendo o estoque atual está abaixo dos 10%. 

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos. No Hemosul, quem tem 16 e 17 anos precisa estar acompanhado de pai ou mãe ou responsável legal para fazer a doação. Caso o menor de idade seja emancipado, ele pode ir sozinho, levando o documento de emancipação. Já se for casado, deve levar a certidão de casamento.

A primeira doação somente pode ser feita até 60 anos. Acima desta idade, apenas para quem já é doador de sangue. A Rede Hemosul também aceita apenas doadores com 55 quilos ou mais.

Algumas doenças impedem a doação, sendo elas doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue como Doença de Chagas, Hepatite, AIDS, Sífilis. Quem estiver com gripe ou alergia deve esperar sete dias após sarar para doar sangue.

Alguns medicamentos e vacinas impedem a doação. É necessário informar o profissional de saúde sobre os remédios que está utilizando. Também é preciso estar bem alimentado para doar sangue, sendo recomendável apenas evitar excesso de gordura.

É necessário ainda levar um documento oficial com foto para fazer a doação.

Confira abaixo o endereço das unidades onde é possível fazer a doação:

HEMOSUL COORDENADOR
Av. Fernando Correa da Costa, 1304, Centro – Campo Grande/MS
Fones: (67) 3312-1500  3312-1517
Segunda à Sexta: 7h às 17h
Sábado: 7h às 12h

HEMOSUL HOSPITAL REGIONAL – HRMS
Rua Engenheiro Lutherio Lopes, 36, Aero Rancho – Campo Grande/MS
Fone: (67) 3378-2678
Segunda, Quarta e Sexta: 7h às 12h
Terça e Quinta: 7h às 17h

HEMOSUL DOURADOS
Rua Waldomiro de Souza, 295, Vila Industrial
Fone: (67) 3424-4192
Segunda, Quarta e Sexta: 7h às 12h
Terça e Quinta: 7h às 17h

HEMOSUL TRÊS LAGOAS
Rua Manoel Rodrigues Artez, 520, Colinos
Fone: (67) 3522-7959
Segunda à Sexta: 7h às 12h
Sábado: 7h às 12h

HEMOSUL PONTA PORÃ
Rua Sete de Setembro, s/n, Santa Isabel
Fone: (67) 3431-6134
Segunda à Sexta: 7h às 12h

HEMOSUL PARANAÍBA
Rua Selma Martins de Oliveira, 335, Ipê Branco I
Fone: (67) 3503-1026
Segunda à Sexta: 7h às 11h

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".