Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SAÚDE BUCAL

Com 8 anos de atraso, SUS começa a bancar implante dentário em MS

Projeto depende do interesse das prefeituras; até agora, só Paranaíba terá serviço

27 JUN 19 - 11h:30BRUNA AQUINO

Com oito anos de atraso, o Sistema Único de Saúde, finalmente, bancará implantes dentários para a população de Mato Grosso do Sul. O primeiro município que terá os procedimentos custeados pelo poder público para a população que não pode pagar pelo serviço será Paranaíba, distante 406 quilômetros de Campo Grande. 

A iniciativa é da prefeitura da cidade do interior, que dedicou-se para apresentar um projeto para ser incluída no programa do Ministério da Saúde, que existe desde 2011. A ideia é custear o tratamento daqueles que já perderam os dentes e não dispõem de recursossuficientes para tratar na rede privada. Nas clínicas particulares, cada dente implantado custa de R$ 1,5 mil a R$ 5 mil. 

O projeto terá início amanhã, com cerimônia de abertura oficial às 10h, no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) de Paranaíba. Qualquer pessoa que não possui mais os dentes e queira fazer o procedimento poderá se inscrever diretamente no centro de especialidades. Depois de inscrito, o paciente será encaminhado para uma pré-avaliação, na qual passará por alguns métodos de seleção para saber se estará apto ou não para realizar o procedimento.

De acordo com a secretária municipal de Saúde de Paranaíba, Débora Queiroz, serão atendidas na inscrição e pré-avaliação 100 pessoas por mês, com início em 28 de junho. “O município investe na área de saúde bucal e intensifica as ações disponibilizando para a população esse projeto inovador. É muito importante e gratificante trazer de volta o sonho de voltar a sorrir para a população”, disse. 

REABILITAÇÃO

O cirurgião-dentista Gustavo Terra, que está à frente do programa, disse ao Correio do Estado que serão disponibilizados seis implantes por paciente, mas que esse material pode ajudar a restaurar boa parte da arcada dentária. “De seis implantes que serão disponibilizados por paciente, nós poderemos utilizar esse material para fazer até 14 dentes”, contou. 

Ainda de acordo com Terra, a iniciativa trará a reabilitação completa do paciente. “Dentro da odontologia, é um avanço e tanto na função estética, vai devolver a autoestima e a qualidade de vida, além de trazer de volta a capacidade mastigatória, ou seja, a mudança de vida é drástica”, disse. 

Ao todo, serão 15 profissionais, entre cirurgiões e auxiliares, para atender a população no centro de especialidades. Porém, eles não são cedidos pela rede pública de saúde. Os profissionais fazem parte de empresa privada que prestará serviços à prefeitura pelo valor de R$ 599.687,10. 

Projetos como este só podem ser integrados por meio de Centros de Especialidades Odontológicas, mas nem todos os municípios possuem a estrutura para começar o programa. 

* Colaborou Eduardo Miranda

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Incêndio em terreno baldio localizado na área central assusta moradores
BATAYPORÃ

Incêndio em terreno baldio assusta moradores

Criminosos roubam R$ 230 mil de agência da Caixa na Capital
AERO RANCHO

Criminosos roubam R$ 230 mil de agência da Caixa na Capital

Festival do Sobá terá troca de convites do Rally dos Sertões
FEIRA CENTRAL

Festival do Sobá terá troca de convites do Rally dos Sertões

Homem morre e dois ficam feridos em acidente entre carreta e caminhonete
ACIDENTE

Homem morre em acidente entre carreta e caminhonete

Mais Lidas