Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 21 de janeiro de 2019

PONTA PORÃ

Cinco dias depois de ataque de abelhas, idosa morre em hospital

Cadeirante, idosa de 81 anos não resistiu ao ataque

13 JAN 2019Por RENATA VOLPE HADDAD15h:04

Uma idosa cadeirante de 81 anos que não teve o nome divulgado, morreu na madrugada deste domingo (13), cinco dias depois de ter sido atacada por um enxame de abelhas. O caso aconteceu em Sanga Puitã, Paraguai, mas a vítima estava internada no Hospital Regional de Ponta Porã.

Conforme informações do site Porã News, a cadeirante ficou cinco dias internadas após o ataque, que aconteceu na terça-feira, dia 8 de janeiro.

O vereador Edinho Quintana (PHS) lamentou a morte da mulher, bastante conhecida em Sanga Puitã. “Estamos triste com o ocorrido, uma fatalidade”, declarou.

ATAQUE

Um morador no distrito de Sanga Puitã, em Ponta Porã, acionou a Polícia Militar da localidade, depois de acidentalmente atingir uma colmeia de abelhas, com o trator que utilizava para limpeza de um terreno.

Enfurecido, o enxame atacou várias pessoas que moravam nas proximidades, entre elas, a idosa. Preocupado, o motorista ligou para os militares pedindo ajuda, pois, a vítima não conseguiu fugir do ataque das abelhas.

Depois de acionar o Corpo de Bombeiros de Ponta Porã, os policiais foram até o local e encontraram a senhora desmaiada, depois das ferroadas. A equipe retirou a vítima do local e a encaminhou para o Hospital Regional de Ponta Porã, a fim de receber atendimento médico.

Conforme informações da equipe médica, a paciente entrou em estado de choque anafilático (reação alérgica que pode levar à morte em poucos minutos). 

Depois do socorro à idosa, os militares também tiveram que receber atendimento, com ferroadas no pescoço, orelha, braços, cabeça e mãos.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também