Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CRIME ORGANIZADO

Chefão do PCC em duas cidades, 'Oclinhos' é preso pela polícia

Fazia 'batismos' de novos integrantes e organizava assaltos

18 JUL 19 - 15h:13RAFAEL RIBEIRO

Depois de meses de investigações, o Setor de Investigações Gerais da Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul deflagrou na quarta-feira (18) operação que culminou na prisão de um homem acusado de ser uma das principais lideranças em Mato Grosso do Sul do PCC, facção criminosa que controla o tráfico de drogas e armas nas fronteiras de Paraguai e Bolívia com o Estado. 

Conhecido entre os bandidos como 'Oclinhos', Renato Souza Silva, 30 anos, chefiava duas cidades para a facção, Nova Alvorada do Sul e Sidrolândia.

Segundo a polícia, 'Oclinhos' possui um cargo de confiança dentro da organização criminosa, sendo responsável pelo “batismo” de novos membros e estabelecer contato com os líderes presos da facção.

Em sua casa foram encontrados drogas, balança de precisão, diversos comprovantes de depósitos bancários e várias anotações da organização criminosa, o que reforma o apontado pela polícia.

Ao portal 'Alvorada Informa', o delegado Rômulo Marcelo informou que 'Oclinhos' foi indiciado pelos crimes de tráfico de drogas e organização criminosa e, caso condenado, poderá pegar uma pena de até 22 anos de prisão.

Não é uma novidade para o acusado. Nascido na Bahia, iniciou a vida do crime naquele estado cometendo assaltos. 

'Filiado' à facção criminosa, 'Oclinhos' veio ao Mato Grosso do Sul e logo entrou no radar da polícia. Em 2017 sua casa caiu quando o ponto de vendas que mantinha em Sidrolândia foi descoberto pelos investigadores durante apuração de suposto esquema para viciar adolescentes.

QG de 'Oclinhos' em Sidrolândia já era conhecido da polícia desde 2017 (Sidrolândia News)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Homem é preso por compartilhar cenas de abuso sexual infantil

HABITAÇÃO

Governo diz que 177 mil moradias já foram contratadas este ano no País

Incêndio assusta no Parque dos Poderes
CAMPO GRANDE

Incêndio assusta no Parque dos Poderes

Grupo protesta contra queimadas na Amazônia na Afonso Pena
NA AFONSO PENA

Grupo protesta contra queimadas na Amazônia

Mais Lidas