Segunda, 18 de Junho de 2018

AUDITORIA

CGU encontra 720 beneficiados irregulares no INSS de Mato Grosso do Sul

Os gestores terão os próximos 15 dias para construir controles

14 JAN 2018Por GABRIELA COUTO14h:45

Uma auditoria realizada nas bases de dados da Previência Social referente aos atos e fatos da gestão praticados na área de concessão, atualização e manutenção de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) constatou que 720 dos 31.055 benefícios previdenciários e assistenciais gerados no mês de março de 2017, foram gerados indevidamente no Mato Grosso do Sul. 

A Controladoria Geral da União (CGU) estabeleceu recomendações para as unidades do órgão nos Estados tomarem providências. O pagamento total representa um provável gasto indevido mensal de R$ 25.868.104,29 e anual de R$ 336.285.355,77 para a Previdência Social.

Os gestores terão os próximos 15 dias para construir controles que evitem acumulação indevida de benefícios.

A CGU ainda orientou outras medidas para inibir o pagamento incorreto, como cortar o repasse e cobrar a restituição dos valores, apresentar um plano de ação com metas e prazos para averiguar, dentre os benefícios listados, acúmulos ilegais ou fraudes e acompanhar os benefícios que foram obtidos mediante despacho por decisão judicial. 

Leia Também