Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PREVISÃO DO TEMPO

Céu amanhece com nuvens mas <BR>tempo deve abrir durante o dia

Umidade para hoje fica entre 25% e 45%
18/08/2019 07:32 - FÁBIO ORUÊ


 

Neste domingo (18), o céu de Campo Grande amanheceu coberto com algumas nuvens, com um sol tímido no alto. O tempo deve ser de céu aberto aberto e estável durante o dia, sem previsão de chuva. 

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o temperatura começou amena, mas deve subir já a partir das 8h. A máxima é de 33ºC e a mínima deve ser de 21ºC. A tarde será nublada com névoa seca e a noite o céu estará nublado na Capital. 

Durante o inverno, estação mais seca do ano, é bom tomar providências quanto a umidade do ar, principalmente durante a noite. A umidade mínima para hoje é de 25% e a máxima de 45%. 

Confira recomendações de especialistas para amenizar os problemas decorrentes do tempo seco:

Entre 30% a 20% – Estado de atenção

*Evitar exercícios físicos ao ar livre entre as 11h e 15h.

*Umidificar o ambiente através de vaporizantes, toalhas molhadas, recipientes com água.

* Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol.

* Beber bastante água.

Entre 20% a 12% – Estado de alerta

* Observar as recomendações do estado de atenção.

* Suprimir exercícios físicos e trabalho ao ar livre entre 10h e 16h.

* Evitar aglomerações em ambientes fechados.

* Usar soro fisiológico nos olhos e narinas.

Abaixo dos 12% – Estado de emergência

* Observar as recomendações do estado de atenção.

* Determinar a interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre as 10h e 16h como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondências, entre outras.

*Determinar suspensão de atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados com aulas, cinemas, entre as 10h e 16h.

* Durante as tardes, manter com umidade os ambientes internos, principalmente, quarto de crianças, hospitais etc.

 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?