TURISMO

Casal cria página com dicas baseadas em passeios que fizeram em Bonito

Página "Onde ir em Bonito MS?" foi criada em 2013 e tem mais de 11 mil curtidas
13/09/2015 16:10 - MARESSA MENDONÇA


 

Ela combinou o amor pelo namorado ao interesse pela cidade e acabou criando uma página no Facebook para auxiliar turistas com interesse em conhecer Bonito, localizado a 300 km de Campo Grande. Em “Onde Ir em Bonito?”, a jornalista Sue Lizzie Viana Coitinho, de 25 anos, e o estudante de administração, Luiz Cláudio de Souza Amaro, 21, dão dicas, baseadas em passeios que fizeram.

“Eu não conhecia praticamente nada em Bonito até conhecer o Luiz. Ele foi me apresentando para a cidade e os pontos turísticos”, lembra Sue, que mora em Campo Grande. “A página surgiu do amor pelo meu namorado e juntos fomos descobrindo essas dicas para ir ajudando as pessoas que querem ir pra lá”.

Ela conta que logo no início do namoro, começou a “perceber que na época não tinha nada muito específico referente a dicas de Bonito nas redes sociais. Decidi pedir ajuda dele para criar a página comigo pra gente ir dando dicas para o povo gratuitamente”.

A página foi criada em 2013 e hoje conta com a participação de outras pessoas que vão até a cidade. “Eles também mandam as suas dicas e até fotos pra gente postar. Várias pessoas por dia marcam a hashtag onde ir em bonito MS em fotos para mostrarem seus passeios e experiências na cidade”, detalha Sue.

Para a jornalista, “Bonito tem muitos atrativos, mas tem que ter tempo e um bom orçamento para poder conhecer de tudo um pouco. Também tem como gastar menos e até fazer passeio gratuito”.

Sobre o principal objetivo da página que, mostra também algumas peculiaridades do Estado como a guavira e o tereré, o casal afirma ser para “incentivar as pessoas a conhecerem os pontos turísticos que temos em Bonito e região e explorarem mais esse pedaço do paraíso, cheio de lugares lindos e inspiradores, daqueles que recarregam as energias”.  

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".