Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Carreata pedindo reabertura do comércio tem buzinaço e gritos de "queremos trabalhar"

Empresários pedem que prefeito derrube decreto de isolamento contra coronavírus
27/03/2020 15:01 - Adriel Mattos, Glaucea Vaccari


 

Empresários e demais pessoas que são contra as medidas restritivas adotadas pela Prefeitura de Campo Grande como forma de evitar o avanço do coronavírus, especialmente o fechamento do comércio,  protestam nas proximidades do Paço Municipal. Ruas em frente ao prédio foram interditadas, mas não impediram o protesto. Em carros, os manifestantes passam em frente a Prefeitura, promovem buzinaço e alguns gritam “queremos trabalhar!”. Segundo a Guarda Municipal, cerca de 500 veículos participaram do ato.

Advogado Paulo Grotti participa do buzinaço e defendeu a manifestação como forma de mostrar insatisfação com a medida de isolamento e pedir a reabertura de setores que foram fechados por força de decreto. “Cada um se expressa do jeito que dá, o povo está unido aqui para isso, nós temos que demonstrar nossa vontade, a política deles está errada”, disse.

Todos os acessos ao prédio da sede do Executivo municipa, que fica na Avenida Afonso Pena, entre as ruas 25 de Dezembro e Arthur Jorgel estão bloqueados. Veículos da Guarda Civil Municipal (CGM) e cones impedem a passagem de veículos e pedestres.

Motoristas trafegam por vias próximas e nas transversais buzinam. Eles seguem em direção ao Belmar Fidalgo, onde há dispersão.  

 
Carreata com "buzinaço" contra os decretos da prefeitura de Campo Grande - Denis Felipe / Correio do Estado
 

Manifestante que preferiu não ser identificada disse ao Correio do Estado acreditar que o buzinaço não fere o decreto que proíbe aglomeração de mais de 20 pessoas em um lugar, e que espera que o protesto tenha resultado. "Acredito que não vai influenciar muita coisa, porque não tem tanta aglomeração, mas a gente tem que aguardar, esperar as decisões",afirmou.

Nos folders divulgados o texto para chamar as pessoas para a carreata segue a linha de declaração feita pelo presidente Jair Bolsonaro, que defende que a economia não deve parar por conta de uma “gripezinha”. “Não vamos deixar tudo que conquistamos ir por água abaixo pela ingerência de um prefeito, temos famílias e funcionários que dependem da gente, não podemos parar o Brasil!”.

Além do bloqueio feito pela CGM entre as ruas Bahia e 13 de Junho, as vias paralelas a Afonso Pena também tiveram o fluxo de veículos impedido.

 
Carreata com "buzinaço" contra os decretos da prefeitura de Campo Grande - WhatsApp / Correio do Estado
 
Carreata com "buzinaço" contra os decretos da prefeitura de Campo Grande - WhatsApp / Correio do Estado
 

Felpuda


Há quem diga que o horário eleitoral já começou. Isto porque lives estão pipocando nas redes sociais de pretensos candidatos, principalmente aqueles que querem cadeiras nas câmaras municipais. O mais interessante é que somente agora muitas dessas figurinhas estão descobrindo os problemas enfrentados pelos cidadãos dos mais diferentes setores. Até então, cuidavam apenas do “seu quadrado”. E só!