Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

COFFEE BREAK

Vereadores serão denunciados também por tráfico de influência

Investigados já respondem por crime de corrupção passiva e ativa

3 SET 15 - 00h:00DA REDAÇÃO

Ao menos 12 vereadores são investigados pela operação Coffee Break do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Além dos nove já ouvidos na semana passada,  outros três entram nos autos que estão sendo produzidos pelo Ministério Público Estadual (MPE), que irá oferecer a denúncia dos crimes de corrupção passiva e ativa no processo de cassação do prefeito Alcides Bernal (PP) e também pelo crime de tráfico de influência.

Na manhã de ontem, o promotor de Justiça e coordenador do Gaeco, Marcos Alex Vera, confirmou que há indícios de que o crime tenha ocorrido. “Está bastante sinalizado que usaram o exercício da função pública para a tutela de advocacia de interesses de empresas privadas, junto à administração pública, se valendo do cargo público”, justificou. 

(*) A reportagem, de Gabriela Couto, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Senado aprova bagagem gratuita e abertura do setor aéreo a capital estrangeiro
MEDIDA PROVISÓRIA

Senado aprova bagagem gratuita e libera capital estrangeiro

Obra promete tratamento aprofundado sobre Direito Tributário
LANÇAMENTO

Obra promete tratamento aprofundado sobre tributos

Radares começam a multar em mais cinco pontos da Capital
FISCALIZAÇÃO

Radares começam a multar em mais cinco pontos da Capital

Após motim, agentes apreendem armas artesanais em presídio
PENITENCIÁRIA DE DOURADOS

Após motim, agentes apreendem armas artesanais em presídio

Mais Lidas