Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Previdência

Vereadores pedem a responsabilização
por rombo R$ 109,7 milhões no IMPCG

IMPCG perdeu R$ 4,9 milhões com aplicação em banco falido

15 JUL 17 - 12h:51Eduardo Miranda e Tainá Jara

Uma das explicações que a comissão especial de vereadores encontrou para o rombo no Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG) foi o mau uso dos recursos pelos gestores da instituição.

Além de o Poder Executivo não ter repassado a contribuição patronal entre os anos de 2013 e 2016, os responsáveis pela administração dos recursos da aposentadoria dos servidores da Capital deixaram o IMPCG perder ao menos R$ 4,9 milhões em patrimônio, ao aplicar dinheiro no Banco Rural, que foi liquidado em 2013. 

No documento apresentado ontem, os vereadores pedem a responsabilização dos gestores pelo rombo R$ 109,7 milhões entre dezembro de 2012 e maio de 2016.

Conforme dados publicados no Diário Oficial de Campo Grande, os demonstrativos apontam que, em janeiro de 2013, havia R$ 110.650.995,27. Já em 30 de maio de 2016, o registro é de R$ 874.552,19. 

Além dos saques constantes destes recursos para socorrer o pagamento dos aposentados, uma vez que o Executivo neste período não repassou como deveria sua contribuição patronal, tampouco o valor descontado dos salários dos servidores, a aplicação de R$ 11,6 milhões (saldo de dezembro de 2012) no fundo FIDC Premium do Banco Rural diminuiu após a falência da instituição financeira. 

Em dezembro de 2015, as cotas do IMPCG neste fundo de investimento, agora administrado pelo Banco Petras, com sede em Curitiba (PR), valiam R$ 6,7 milhões: R$ 4,9 milhões a menos.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Quase um quarto dos jovens brasileiros não estuda nem trabalha, revela IBGE

Morre o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, aos 74 anos
CINEMA EM LUTO

Morre o crítico de cinema Rubens Ewald Filho

De forma inédita, procissão de Corpus Christi será na 13 de maio
POR CONTA DO REVIVA

Procissão de Corpus Christi será na rua 13 de maio

Exército abre seleção para militares com salários de até R$ 7 mil
OPORTUNIDADE

Exército abre seleção com salários de até R$ 7 mil

Mais Lidas