Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

TRANSPARÊNCIA

Vereadores gastam R$ 46 mi
por ano com salários e verbas

Em 2017, 67% do duodécimo foi para gabinetes dos 29 parlamentares

15 FEV 2018Por DA REDAÇÃO07h:00

Quase 70% do duodécimo repassado para a Câmara Municipal de Campo Grande serve para o pagamento da folha salarial dos comissionados e vereadores da Casa de Leis. Se antigamente aqueles que participavam do Legislativo da Capital faziam o trabalho voluntariamente, hoje se tornar um parlamentar virou uma “profissão”, com remuneração altamente elevada. 

Levantamento feito pela reportagem do Correio do Estado, com base nos dados de 2017 divulgados pela Câmara e também em diários oficiais, apontou que por mês um vereador recebe R$ 100,8 mil para verba de gabinete.

Além disso, há o recurso das verbas indenizatórias, que pode chegar a R$ 16,8 mil, e o salário do parlamentar, que é de R$ 15.031,76. Nem mesmo a bancada médica abriu mão de receber a remuneração, embora trabalhem em seus consultórios e clínicas particulares fora das sessões ordinárias. 

Conforme a transparência, por mês cada um dos edis recebe R$ 132,6 mil para legislar. Ou seja, em um ano, cada um dos 29 vereadores recebe R$ 1,5 milhão, entre salário e manutenção de seus gabinetes – sem levar em conta o 13°. 

Ao todo são R$ 3,8 milhões por mês para manter os 29 gabinetes da Casa de Leis. Esse valor anual representa R$ 46,1 milhões em pagamentos. O montante equivale a 67% dos R$ 68,3 milhões do duodécimo repassado pelo Executivo para a Câmara Municipal. 

*Leia reportagem, de Gabriela Couto, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também