Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

Habitação

Valor devido à Emha daria
para construir 1,2 mil novas casas

Mutuários devem mais de R$ 54 milhões à Agência Municipal do setor

23 SET 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

A casa própria ainda é um sonho para mais de 42 mil pessoas em Campo Grande. Elas estão na fila por uma moradia na Agência Municipal de Habitação (Emha).

Muitas delas aguardam há mais de 30 anos por uma casa. Ao mesmo tempo, quem já conseguiu o benefício não mantém o pagamento das parcelas do imóvel em dia, que variam de R$ 93,70 a R$ 180. O montante da dívida de mutuários inadimplentes ultrapassa R$ 54 milhões.

O diretor-administrativo e de finanças da Emha, Claudio Marques Costa Junior, explica que, dos 24 mil beneficiados com imóveis construídos pela agência, 40% estão inadimplentes.

Com o valor devido pelos mutuários, o poder público poderia construir mais de 1,2 mil casas. Por isso, desde maio, o setor vem fazendo um trabalho de regularização dos imóveis. Até agora, mais de quatro mil mutuários já foram notificados para regularizem seus débitos. 

“Nós vamos de casa em casa, notificamos administrativamente uma e até duas vezes, damos um prazo de 90 dias para a pessoa procurar a agência e tentar resolver a situação. Se ela não comparece, nós publicamos a convocação por meio de Diário Oficial e de um jornal de grande circulação. Oferecemos mais um prazo de três dias úteis para a pessoa comparecer à agência. Se ela não vier, providenciamos a rescisão contratual”, explica.

*Leia reportagem na edição de sábado/domingo do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também