Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

EDUCAÇÃO

Universidades públicas oferecem 7.883 vagas pelo Sisu no Mato Grosso do Sul

UFMS é a que mais oferece oportunidades; são 3.646 vagas para o primeiro semestre

22 JAN 19 - 11h:38GABRIELA COUTO

A corrida dos estudantes para conseguir uma das 7.883 vagas disponíveis pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada) nas universidades públicas de Mato Grosso do Sul começou hoje (22) e segue até a próxima sexta-feira (25).

Os interessados devem verificar as informações no site das instituições que querem ingressar neste ano. É necessário analisar a nota do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) com a nota de corte exigida pelo curso buscado.

O maior número de ofertas é na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) com 3.646 vagas. Este número representa 70% das cadeiras nos cursos de graduação da universidade. Há a possibilidade do candidato escolher duas opções de curso superior.

O resultado da primeira chamada sairá no dia 28 de janeiro e as matrículas devem ser feitas na UFMS entre 30 de janeiro e 5 de fevereiro. A Lista de Espera do SISU/MEC será referência para a 2ª chamada, com previsão para 7 de fevereiro.

Após a chamada regular e a segunda convocação do processo seletivo SISU 2019, o candidato que não tiver sido convocado até então, e que tenha manifestado interesse na Lista de Espera do SISU, deverá se inscrever, impreterivelmente, para futuras convocações, na Lista de Espera da UFMS, em endereço eletrônico disponibilizado na página https://ingresso.ufms.br/. O período de inscrições para a Lista de Espera da UFMS está previsto para 7 a 13 de fevereiro.

A Lista de Espera da UFMS será para a 3ª convocação em diante. O candidato que não se inscrever para participar da Lista de Espera da UFMS, será considerado formalmente desistente e não será convocado para ocupar a vaga.

Na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) são 2.328 vagas dos 57 cursos de graduação disponíveis. Os detalhes para os estudantes que querem se tornar acadêmicos da universidade devem acessar a página www.uems.br/ingresso ou ver os detalhes do edital publicado hoje no Diário Oficial do Estado.

O resultado da primeira chamada será publicado na próxima segunda-feira (28). As matrículas dos candidatos deve ser confirmada entre os dias 30 de janeiro e 04 fevereiro. Os interessados em lista de espera devem prestar atenção para as vagas que vão sobrar entre  os dias 28 de janeiro e 4 de fevereiro.

A previsão da divulgação da lista de espera ficou para o dia 06 de fevereiro. Há cursos com até 50 vagas disponíveis. Para o curso mais concorrido, medicina, são 48 vagas, sendo 33 para ampla concorrência, 5 para índios e dez para negros. A nota de corte mínima é de 300 por disciplina do Enem.

Para os estudantes que querem entrar na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) são 909 vagas distribuídas em 32 cursos de graduação. As matrículas também serão feitas entre os dias 30 de janeiro e 04 de fevereiro no auditório central da unidade 2. As notas de corte podem ser vistas no site do MEC (Ministério da Educação).

O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) abriu mil vagas em 17 cursos de graduação. As opções são para licenciaturas, bacharelados e cursos superiores de tecnologia nos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

São 40 vagas por curso, sendo a novidade deste ano é a nova graduação de  bacharelado em Engenharia de Computação, que será oferecido em Três Lagoas. A divulgação da primeira chamada está prevista para o dia 28, na página do Sisu, e as matrículas deverão ser feitas entre 30 de janeiro e 4 de fevereiro. Candidatos não selecionados poderão participar da lista de espera. A manifestação deverá ser feita na página do Sisu entre 28 de janeiro e 4 de fevereiro.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Condenada rede de fast food a indenizar cliente por mandíbula quebrada

BRASIL

Envolvimento de agentes de saúde pode acelerar diagnóstico de câncer

BRASIL

Tratamento para doenças raras precisa de investimentos em pesquisa

Gaeco pede que juiz mantenha  prisão de policiais ligados a Name
MILÍCIA NA CADEIA

Gaeco pede que juiz mantenha prisão de policiais ligados a Name

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião